Filmes selecionado para o XII FICA

Linda Monteiro, presidenta da Agência Goiana de Cultura (Agepel), reuniu-se com integrantes do Júri de Seleção, e divulgou, na manhã da terça-feira, 4 de maio, a relação dos filmes selecionados para a XII edição do Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), que deverá acontecer de 8 a 13 de junho próximo, na Cidade de Goiás.

Foram selecionadas 28 obras cinematográficas, das quais 16 são brasileiras e 12 estrangeiras. Elas representam 12 países. Foram contemplados 23 documentários, duas obras de ficção e três de animação. São sete longas-metragens, seis médias e 13 curtas-metragens mais duas séries de televisão.

O Brasil apresentou 16 obras (a maioria). Goiás teve quatro obras selecionadas (veja lista completa).

O Júri de Seleção foi composto por Roberto Melo (presidente), filósofo, psicólogo e que atuou como jornalista e crítico de cinema nos jornais O Globo, Jornal do Brasil e TV Globo, entre outros; Kim-Ir-Sem Pires Leal, cineasta, fotógrafo, pós-graduado em antropologia visual; Luiz Araújo, mestre em teoria literária pela Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais (Paris), cronista de O Popular e ex-professor da Faculdade de Letras da UFG; Luiz Felipe Mundim, diretor e roteirista, coordenador do Cineclube Cascavel, diretor regional do Conselho Nacional de Cineclubes, e Maria Aparecida Borges dos Santos, roteirista, mestre em Comunicação e Semiótica, especialista em literatura brasileira contemporânea e professora de comunicação social da PUC-GO.

Roberto Melo, ao responder indagações da imprensa, ressaltou que a seleção das obras seguiu critérios definidos no regulamento do festival, como: pertinência ao tema, qualidade e contribuição para a cinematografia, além da linguagem cinematográfica. A esse respeito, Luiz Araújo acrescentou que se explorou ao máximo o que o filme oferece sob a perspectiva do espectador de cinema. Enfim, o conjunto busca expressar a idéia de festival temático.

Ainda na escolha das obras que irão competir no XII FICA, Luiz Felipe Mundim considerou que foram levadas em conta as diversas visões (do júri) sobre cinema ambiental.

Presente à reunião, Lisandro Nogueira, professor de Cinema (UFG) e crítico, disse ser o FICA uma espécie de caixa de ressonância de problemas ambientais graves e que o festival, em seus doze anos de existência, tornou-se referência no Brasil de discussão de questões do meio ambiente. Que antes, apenas os telejornais eram palco de discussões e que hoje o FICA tornou-se instância obrigatória, fundamental.

Roberto Melo acrescentou que a discussão sobre cinema ambiental, no FICA, além de democrática, é ampla, profícua e deixa de ser periférica para tornar-se central.

Por sua vez, Maria Aparecida falou de experiências paralelas de organizações diversas, principalmente ONGs, que demonstram ser possível a solução de certos problemas, como a reciclagem.

Linda Monteiro falou de uma novidade do FICA deste ano: a discussão sobre o Vale do Araguaia, que já motivou reunião com prefeitos de municípios da região. O XII FICA, segundo a presidenta da Agepel, terá mesa específica de discussão com prefeitos e técnicos sobre os diversos problemas ambientais que assolam aqueles municípios.

XII FICA – Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental Data: 08 a 13 de junho de 2010 Local: Cidade de Goiás

Lista dos filmes e vídeos selecionados para a mostra competitiva do XII FICA (2010)

Categoria Longa-Metragem = 7 FILMES (579 minutos)

  1. A ENSEADA (The Cove, EUA, 2009). Direção: Louie Psihoyos. 90 min. Documentário.
  2. BANANAS! (Bananas!, Suécia, 2009). Direção: Fradrik Gertten. 76 min. Documentário.
  3. EFEITO RECICLAGEM (Brasil-SP, 2009). Direção: Sean Walsh. 93 min. Documentário.
  4. QUEBRADEIRAS (Brasil-SP, 2009). Direção: Evaldo Mocarzel. 71 min. Documentário.
  5. REIDY, A CONSTRUÇÃO DA UTOPIA (Brasil- RJ, 2009). Direção: Ana Maria Magalhães. 77 min. Documentário.
  6. TAMBORO (Brasil-RJ, 2009). Direção: Sergio Bernardes. 100 min. Documentário.
  7. UM LUGAR AO SOL (Brasil-PE, 2009). Direção: Gabriel Mascaro. 72 min. Documentário.

CATEGORIA – MÉDIA-METRAGEM = 6 FILMES (302 minutos)

  1. CAÇANDO CAPIVARA (Brasil, MG, 2009). Direção: Derli, Marilton, Fernando, João Duro, Janaína, Joanina, Juninha, Zé Ca. 57 min. Documentário.
  2. ENTRE MONTANHAS E MURIQUIS (Brasil-MG, 2009). Direção: Pedro Vilela, Paulo Vilela e Leandro Santana Moreira. 54 min. Documentário.
  3. HEAVY METAL (Hu Xiao de Jin Shu, China, 2009). Direção: Huaqing Jin. 50 min. Documentário.
  4. NIMBUS (Day-Shui-Yun, Taiwan, Republic of China, 2009). Direção: Hsinyao Huang. 36 min. Documentário.
  5. O ÚLTIMO KUARUP BRANCO (Brasil-SC, 2008). Direção: Bhig Villas Bôas. 52 min. Documentário.
  6. UM NEGÓCIO FLORESCENTE (A Blooming Business, Holanda, 2009). Direção: Ton van Zantvoort. 52 min 30 s. Documentário.

CATEGORIA – CURTA-METRAGEM = 13 FILMES (220 minutos)

  1. AQUELA QUE MEDE (She Who Measures, Croácia, 2008). Direção: Veljko Popovic. 6 min 40 s. Animação.
  2. AVE MARIA OU MÃE DOS SERTANEJOS (Brasil-PE, 2009). Direção: Camilo Cavalcante. 12 min. Documentário.
  1. COWBOY – OFICIAL DO MEIO AMBIENTE. (Brasil-GO, 2009). Direção: Bruno Fiorese Fernandes. 18 min 7 s. Documentário.
  2. ESPERANÇA EM UMA MUDANÇA CLIMÁTICA (Hope In A Changing Climate, Reino Unido, 2009). Direção: Jeremy Bristow. 28 min 50 s. Documentário.
  3. JANGADEIROS (Reino Unido/Co-Brasil, 2009). Direção: Adrian Cowell. 24 min. Documentário.
  4. LA GRIPPE DE LAISSEZ-FAIRE (França, 2009). Direção: Arthur Rifflet. 26 min. Documentário.
  5. OLHAR DE JOÃO (Brasil-GO, 2010). Direção: Mariley Carneiro. 20 min 58 s. Documentário.
  6. ORANUS (Estônia, 2009). Direção: Girlin Bassovkaja. 17 min. Animação.
  7. OS ANJOS DOS DEJETOS (Les Anges Dechets, Canadá, 2008). Direção: Pierre M. Trudeau. 5 min. Animação.
  8. RECIFE FRIO (Brasil-PE, 2009). Direção: Kleber Mendonça Filho. 24 min. Ficção.
  9. SEMEADOR URBANO (Brasil-MG, 2009). Direção: Cardes Amâncio. 7 min 40 s. Ficção.
  10. SONHO DE HUMANIDADE (Brasil-GO, 2010). Direção: Amarildo Pessoa. 14 min. Documentário.
  11. VIDA SECA – SOM DE SUCATA (Brasil-GO, 2009). Direção: Diego Mendonça. 12 min 36 s. Documentário.

CATEGORIA — SÉRIE TELEVISIVA = 2 SÉRIES COM 2 EPISÓDIOS CADA (57 minutos)

  1. VOZES DO CLIMA (Brasil-RJ, 2009). Direção: Estevão Ciavatta e Jean Carlo Bellotti. Série televisiva.

Capítulos:

o CIDADES. (Capítulo 1) 23 minutos.

o ENERGIA E DESENVOLVIMENTO SOCIOECONÔMICO. (Capítulo 4) 23 minutos.

2. TRAZENDO VIDA AO ESPAÇO (Bringing Life to Space, Dinamarca, 2010). Direção: Jakob Gottschau e Ojvind Hesselager. Série televisiva.

Capítulos:

o UM ANO TRANCADOS EM UM CONTAINER (One year locked in a Container). (Capítulo 1) 28 min 30 s.

o DOIS ANOS LACRADOS EM UMA REDOMA DE VIDRO (Two years Sealed under Glass). (Capítulo 2) 28 min 30 s.

Fonte: Agepel

Deixe um comentário


Confira também