Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Caravana de dança, teatro e conversa

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
As cidades de Goiás, Inhumas, e Anápolis recebem nos dia 4, 7 e 8 de dezembro, respectivamente, o projeto “¿por quá? convida para um chá, um baile, um cinema e uma conversa”, com patrocínio da Futura Caminhões, via lei Goyazes. O intuito dessa caravana é fazer com que apareçam outras poéticas de dança contemporânea, novos públicos e a diversificação de formatos, para além do palco e do espetáculo fechado. A entrada é franca, em todos os municípios.
Um chá…
Chá do Fígado, Baço e Memória
Foto: W. Leão Ogawa
Esse espetáculo de dança questiona o que é ser mulher na sociedade? E, o que é não ser mulher? A proposta é mostrar o tratamento do feminino, nessas duas situações. Um mergulho nas memórias, tanto individual, quanto coletiva destacando os elementos que compõem a identidade de cada sujeito desse grupo. Afinal, somos feitos do que herdamos com aquilo que é traduzido e ganha novo significado nos nossos corpos, na nossa existência e nossa experiência. Todos os ingredientes que emergem dessa experiência são colocados na fervura do nosso chá, um pouco do eu com um pouco do seu, do que me falta, do que se esvazia… ebulição, outros estados, outros encontros. A recomendação do público é para maiores de 14 anos.
Um baile…
Memórias de Dança Também Dançam
O grupo ¿por quá? vai instigar os participantes dessa oficina a debruçar-se, de forma atenta e inventiva, sobre uma possível memória de dança, partindo dos repertórios de movimentos inseridos na cultura pop e vivenciados em festas e bailes do cotidiano. Onde o que antes era estranho passa a ser familiar. Afinal, o intuito é desenvolver e afirmar o prazer de dançar por meio de uma intervenção lúdica e artística.
Um cinema…
Rua 57, Número 60, Centro
Em 13 de setembro de 1987, Goiânia foi palco do mais grave acidente radiológico da história, quando catadores de material reciclado encontraram, em um hospital em ruínas, um aparelho contendo uma cápsula de Césio 137. Desde então, as vítimas e seus familiares lutam tanto por direitos sociais, em especial assistência à saúde e recebimento de pensões, assim como por estudos científicos acerca dos desdobramentos do fato. A dor destas pessoas e o descaso do Estado motivaram os grupos ¿por quá? e Vida Seca, sob a direção de Lina Reston, a apresentar em 2007 uma intervenção-protesto nas manifestações de 20 anos do ocorrido. Em 2011, os grupos voltam a se encontrar para transpor essa intervenção com o suporte de um vídeo. Com novos parceiros, mergulharam em um processo coletivo de criação de um videodança ou seria ¿videoclipe? Independente, a busca é por um olhar sensível e poético que fortaleça a luta contra o esquecimento e por diagnósticos e soluções adequadas para o fato. Este trabalho ganhou o prêmio de melhor vídeo experimental, na Mostra ABD no FICA de 2012.
Uma conversa…
A Porquaria de Ser Artista de Dança
Este bate-papo audiovisual faz referência à trajetória construída pelo ¿por quá? Criado em 2000, o grupo é formado por artistas de dança vinculados diretamente ao contexto educacional e de produção em artes, apontando para uma direção militante, investigativa, profissional e autônoma. A conversa será feita por meio de pequenos vídeos, que vão apresentar alguns trabalhos. Estes que primam pela dança-acontecimento, pela dança curiosa e insurgente.
SERVIÇO:
Cidade de Goiás
Quando: 04/12 (sexta-feira)
Local: Unidade Santana – Regional Goiás UFG
Oficina + Conversa
Horário: 15h – 17h
Espetáculo + Videodança
Horário: 19h30m
Inhumas
Quando: 07/12 (segunda-feira)
Local: IFG Campus Inhumas
Oficina + Conversa
Horário: 15h – 17h
Espetáculo + Videodança
Horário: 19h30
Anápolis
Quando: 08/12 (terça-feira)
Local: IFG Campus Anápolis
Oficina + Conversa
Horário: 16h – 18h
Espetáculo + Videodança
Horário: 20h