Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Elisa é a primeira assistente virtual do mercado imobiliário no Centro-Oeste

Lançado pela EBM, a mais nova especialista da empresa marca o avanço tecnológico imobiliário no metaverso
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
EBM lança primeira assistente virtual do mercado imobiliário no Centro-Oeste (Foto: Divulgação)

Com o lançamento da Elisa, mais um passo é dado no mundo virtual que replica a realidade por meio dos dispositivos digitais. Criada pela EBM Desenvolvimento Imobiliário, a assistente virtual é a mais nova especialista da empresa e chega para agregar mais praticidade e automatização a diversos processos, além de mais autonomia aos clientes.

O diretor comercial da EBM, Marcello Moreira explica que “A concepção da Elisa foi baseada na realidade digital que nós já vivemos e que tende a evoluir ainda mais. É um passo à frente na ideia de estarmos presentes em todos os cenários”.

Ao longo dos últimos oito meses, a assistente virtual foi minuciosamente desenvolvida para dialogar com os diferentes perfis de públicos da incorporadora, desde o econômico até o alto padrão. “Ela vem como uma porta-voz, então poderá fazer o primeiro atendimento por meio das plataformas virtuais e até mesmo após a efetivação de um negócio, da compra de um imóvel, por exemplo, será ela que seguirá em contato com o cliente. A nossa ideia é que as pessoas possam se comunicar e se conectar com a Elisa vendo-a como alguém que vai auxiliar de forma direta e orgânica”, acrescenta.

Como porta-voz da EBM, além de estar presente no digital em contato direto com os clientes, a Elisa também está presente em totens nos stands de vendas dos empreendimentos e também no Espaço EBM, central de decorados da incorporadora, localizado na Alameda Ricardo Paranhos, no setor Marista, em Goiânia. “Essa é mais uma alternativa de contato do cliente com a Elisa, por meio do qual ela capta previamente as informações. Com esse primeiro atendimento, é possível reduzir o tempo de espera e atender as demandas com mais agilidade e assertividade”, diz Marcello.

Todas essas frentes de trabalho com focos distintos exigem que a Elisa tenha conhecimento e interaja de maneiras diferentes a partir da necessidade do cliente e do âmbito em que se dá o contato. A compreensão dessa variedade resultou em mais de um visual para a assistente virtual. “A Elisa se veste com variadas propostas justamente a partir dessa ideia de proximidade com quem ela está falando, é uma forma de desenvolver uma maior afinidade”, explica o executivo.

E no mundo digital da EBM, a Elisa não está sozinha, as duas mascotes da incorporadora, as golden retrievers Brigitte e Nazaré, também ganharam suas versões virtuais e fazem companhia para a nova colaboradora.

(Foto: Divulgação)

“O mercado imobiliário não parou e tem se desenvolvido com ainda mais agilidade ao longo dos últimos anos. E essa proximidade com os artifícios digitais não é passageira, é algo que só tende a crescer. O próprio público-consumidor está mais antenado e ciente das suas alternativas, então é preciso que as empresas tenham a capacidade de atender as demandas a partir das mudanças constantes na forma de viver e se relacionar”, avalia Marcello.