Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Virginia Fonseca leva equipe de cirurgiões plásticos para o parto e deixa web curiosa

Dr. Luiz Haroldo Pereira, pioneiro na lipoaspiração no Brasil e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica esclarece dúvidas sobre o assunto
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Foto: divulgação

No último domingo (30), o nascimento de Maria Alice, fruto do relacionamento de Virginia Fonseca Zé Felipe, dominou a web. E não foi apenas pela chegada da pequena, um fato curioso despertou interesse do público: a influenciadora levou sua equipe de cirurgiões-plásticos para a hora do parto. Em entrevista ao jornalista Léo Dias, os profissionais explicaram que viajaram para Goiânia apenas para realizarem a cicatriz da cesárea. Mas o fato rendeu nas redes sociais e até muitas especulações surgiram sobre Virginia realizar algum outro procedimento estético.

Dr. Luiz Haroldo Pereirapioneiro da lipoaspiração no Brasil e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, conta que apesar de ter causado certo “espanto”, é comum que mulheres levem seu cirurgião para cuidarem da cicatriz da cesárea: “Apesar de não se falarem tanto sobre isso, acontece bastante. Após o nascimento da criança o obstetra faz o fechamento da parte interna e o cirurgião plástico faz a sutura da cicatriz operatória. O cirurgião plástico é altamente treinado e, além do fato de que o resultado com certeza irá agradar a paciente, a deixará mais segura”.

Dr. Luiz Haroldo explica que o procedimento não oferece risco nenhum para a mulher, porém, assim como a equipe médica de Virginia, ressalta que não é permitida a realização de nenhuma cirurgia plástica associada ao parto: “Não devem ser realizadas no momento do parto ou no período pós parto recente. Após dar à luz, a mulher está em fase de regressão do inchaço da gravidez, regressão uterina, e sob efeito de alterações hormonais, com o corpo retornando ao estado normal.”

O médico diz ainda que em média, como regra geral, deve-se esperar pelo menos 6 meses após o parto, para que a paciente esteja liberada para se submeter a alguma cirurgia plástica, exceto nas mamas, que só poderá ser feita depois do fim da amamentação.