Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Goyaz Festival, em sua 9ª edição, será apresentado no Teatro Goiânia 

Durante três dias, o evento apresenta sons variados, artistas consagrados e terá entrada gratuita
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Goyaz Festival
Arte do evento – (Foto: Divulgação)

Será realizada no Teatro Goiânia, de 24 a 26 de junho, a nova edição do Goyaz Festival, um dos eventos musicais mais tradicionais do País e tornou-se referência para a música instrumental. Em sua 9ª edição, o festival se destaca pela presença das musicistas, valoriza os talentos goianos e as conexões com artistas nacionais. O público também será brindado com o que existe de melhor neste segmento musical. O evento será gratuito e tem como realizadores, o Studio K, Articum e Vôo Livre.

Em suas edições anteriores, o Goyaz Festival já recebeu grandes nomes da música instrumental como Naná Vasconcelos, Trio Corrente, Hamilton de Holanda, Eumir Deodado, Samba Jazz Trio, Arthur Maia, João Donato, Ivan Ornelas, Kiko Continentino, Guinga, os internacionais Nicolas Krassic e Scott Feiner, entre outros.

O grupo Ilu Orin, fará a abertura no dia 24, às 20h,destacará a presença feminina logo na estreia. A banda traz a percussão como protagonista e conta, através do som, o percurso dos ritmos do folclore brasileiro, como: Carnaval, caracterizado pelo choro e samba; Festa Junina, repleta de forró, coco, maracatu e frevo; festas inter-religiosas, como a lavagem da escadaria do senhor do Bonfim, marcadas pelo jongo, congo de ouro, barravento, entre outros. A trajetória de todos esses ritmos até os dias atuais será apresentada em contraponto aos timbres eletrônicos, ao contrabaixo e à guitarra elétrica.

Este ano, o festival conta com a musicista Joana Queiroz. A saxofonista e compositora carioca tem mais de 20 anos de carreira, já dividiu o palco e o estúdio com nomes como Hermeto Pascoal, Egberto Gismonti, Arrigo Barnabé, Gilberto Gil.

Outra atração que promete é o “Manassés Aragão, por seus amigos”. O projeto nasceu da união dos que, com ele Manassés, partilharam e dividiram projetos e canções. O baterista/produtor/compositor Fred Valle e Amigos levam ao palco e ao público toda a substância e riqueza da música, e universo sonoro, do saudoso Mana.

O evento também contará com apresentação do compositor e guitarrista Matheus Guerra, que é natural de Goiânia. Com mais de 14 anos de vivência na música e no cenário musical goiano, Matheus Guerra lançou seu álbum instrumental em 2019, “Reflexo”. É um trabalho autoral no formato de quinteto com guitarra, baixo acústico, bateria, sax tenor e teclados. Disco, este, que tem como conceito expor o mix de elementos musicais já vividos em várias fases da vida do artista (o jazz, o rock, a música brasileira e a música erudita), com uma roupagem moderna e contemporânea.

O artista Bororó vem para deixar a programação ainda mais completa. O músico é considerado um dos mais competentes e talentosos instrumentistas brasileiros. Extremamente versátil, o multi-instrumentista destaca-se, principalmente, pela pegada e pelo swing carregado de personalidade, estilos inconfundíveis do baixista.

E para finalizar as atrações o Duo Mitre, que é formado pelas irmãs Luísa Mitre (piano) e Natália Mitre (vibrafone e percussão), vai se apresentar no evento. A parceria musical delas é a celebração da vida e dos palcos, construída ao longo dos anos entre as instrumentistas.

Confira a programação completa:

24/06

20h Ilu Orin (GO)

21h30 Bororó Quarteto

25/06

20h Duo Mitre (MG)

21h30 Matheus Guerra Quinteto (GO)

26/06

19h Joana Queiroz Quarteto (RJ)

20h30 Manassés Aragão, por seus amigos (GO)