Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Filme goiano “As Duas Irenes” está disponível no catálogo da Netflix

Realizado com recurso do Fundo de Arte e Cultura de Goiás, drama de Fabio Meira narra a história de uma adolescente que descobre ter uma irmã de mesma idade e nome
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Filme: As Duas Irenes – (Foto: Divulgação)

filme goiano “As Duas Irenes”, de Fabio Meira, lançado em 2017 com apoio do primeiro Fundo de Arte e Cultura de Goiás (FAC – 2014), agora pode ser conferido também na Netflix. O drama narra a história da adolescente Irene que, após descobrir que o pai tem uma segunda família e outra filha da mesma idade e nome, se dedica a conhecer a meia-irmã e acaba conhecendo uma Irene completamente diferente dela.

Escrito e dirigido por Fabio Meira com Marco Ricca, Susana Ribeiro, Inês Peixoto e Teuda Bara, com produção da Balacobaco Filmes, o longa estreou no Festival de Berlim e foi ganhador de quatro Kikitos (símbolo e prêmio máximo) no Festival de Gramado, entre eles o de Melhor Filme pela Crítica e Melhor Roteiro.

“As Duas Irenes” recebeu mais de 10 prêmios nacionais e internacionais e entrou em cartaz nos cinemas de todo o Brasil em 2017, quando foi considerado um dos 10 melhores filmes daquele ano. O longa tem 1h e 29 minutos de duração, foi distribuído pela Vitrine Filmes no Brasil e vendido para países como Suécia, Polônia, México, Uruguai e China.

Fabio pontua que o investimento estadual em cultura permite a valorização da produção local, além de ser um retorno econômico para o próprio Estado, por meio da geração de renda, emprego e visibilidade. “O filme estar disponível no catálogo da Netflix é uma oportunidade de alcançar novos públicos e mostrar a nossa cultura e a beleza de nosso Estado a todo o Brasil. Certamente, serve como estímulo para novos atores e cineastas goianos. É sempre uma honra poder representar Goiás através do meu trabalho”, conclui.

Para o secretário de Estado de Cultura, Marcelo Carneiro, ter mais este filme goiano disponibilizado numa das principais plataformas de streaming evidencia a importância de mecanismos de fomento como o FAC. “O Fundo de Arte e Cultura se juntou a outros fatores, como criação de cursos de cinema em Goiás e o próprio Fica, para trazer essa visibilidade aos nossos cineastas e realizadores”, pontua o titular.