Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Conheça hospedagens que unem sustentabilidade e luxo na Nova Zelândia

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Kaitiakitanga é um conceito que certamente quem visita a Nova Zelândia vai vivenciar na prática. A palavra maori representa o senso de respeito e cuidado em relação ao mundo natural e tem reflexos também no turismo local. Não é à toa que o país convida os visitantes a seguir a “Tiaki Promise”, compromisso de preservar a terra, os mares e a cultura do país, tanto agora quanto no futuro.

Alguns hotéis sintetizam bem esse conceito, unindo o cuidado com as pessoas ao local em que estão instalados. Eles oferecem atendimento e serviços exclusivos com atenção a todos os detalhes e experiências únicas em meio à natureza, com integração total ao entorno, buscando causar o menor impacto possível.

Ao unir sustentabilidade e luxo, esses locais mostram, na prática, toda hospitalidade, gentileza e cuidado do povo neozelandês. Seja em uma casa de praia afastada, um lodge alpino ou um refúgio em área rural, a autenticidade das pessoas e a beleza intocada da paisagem certamente farão o visitante se sentir leve e revigorado após a estadia.

Lodges integrados à natureza

O Lindis se mistura tão bem à paisagem do Vale do Ahuriri (Ilha Sul) e ao parque de conservação em que está situado, que à distância é quase imperceptível. A arquitetura, com elementos naturais e formas orgânicas, cria a sensação de perfeita harmonia entre a estrutura e o terreno. Além das cinco suítes localizadas nesse edifício principal, o hotel ainda possui casulos individuais de vidro, integrados à paisagem, para que os hóspedes possam desfrutar do céu estrelado diretamente de suas camas. Tanto o alojamento principal quando os “pods” tem bombas de calor geotérmicas e sistemas de coleta de água da chuva, garantindo o equilíbrio entre a natureza e ocupação humana. Se durante o dia os hóspedes são brindados com vista para as montanhas que cercam o hotel, à noite é o céu claro e límpido que chama a atenção com um show de estrelas.

Imagem noturna do hotel The Lindis – Crédito: Divulgação

Acomodação em geleira intocada

Praticamente escondido na região de Queenstown (Ilha Sul) fica o exclusivo Minaret Station, uma fazenda produtiva que abriga cerca de 10.000 veados, 7.000 ovelhas e 1.000 cabeças de gado. O espaçoso terreno fica em um vale glacial, às margens das águas cristalinas do Lago Wanaka, e abriga o Alpine Lodge, acessível apenas de helicóptero, proporcionando uma experiência única desde a chegada dos visitantes. A pousada e seus chalés são abastecidos de eletricidade e água potável proveniente de uma cachoeira próxima, o que comprova sua integração total à natureza. Caminhadas, pesca, esqui e caça proporcionam uma legítima vivência nos alpes.
Localizado em um vale glacial, o Minaret Station é acessível apenas de helicóptero – Crédito: Matt Crawford

Propriedade rural e projeto de conservação

O nome escolhido para o hotel já diz tudo: Mahu Whenua significa “cura da terra”. Mais do que uma acomodação exclusiva em Wanaka (Ilha Sul), o local é um dos maiores projetos de conservação privada da Nova Zelândia, proporcionando uma experiência ecológica e de vida selvagem aos hóspedes. A propriedade rural recebeu aproximadamente 1,36 milhão de plantas nativas e mais de 90% de suas terras foram colocadas sob acordos de proteção em 2015. A acomodação inclui cinco suítes que compartilham a cozinha de fazenda e áreas de estar, jantar, biblioteca, piscina e spa, sem falar no luxuoso heliporto. A estadia inclui as refeições, da qual fazem parte chás da tarde, canapés e piqueniques. Segundo o proprietário, é por meio da agricultura verdadeiramente sustentável, com elementos econômicos e ecológicos trabalhando em harmonia, que a terra está sendo curada.
O Mahu Whenua é não só um hotel, mas também projeto de conservação – Crédito: Major Domo

Muito luxo e (quase) zero lixo

Situado em Kaikoura (Ilha Sul), o Hapuku Lodge + Tree Houses é um hotel rural contemporâneo que fica na base da Cordilheira Kaikoura Seaward. A localização estratégica da fazenda permite aos hóspedes desfrutar de conforto e exclusividade nas acomodações luxuosas e explorar a bela paisagem marítima da região. A família de neozelandeses responsável pelo local decidiu se instalar ali em razão do ambiente agrícola e à famosa praia de surfe Mangamaunu, mas o que era uma propriedade familiar se tornou uma pousada para atender o turismo eco-marinho de Kaikoura. Para minimizar os impactos na região, é a partir do próprio jardim e de produtores locais que vêm 75% dos alimentos servidos no restaurante interno e os proprietários atuam para tornar o local um centro de lixo zero.
O Hapuku Lodge + Tree Houses usa produtos locais na cozinha e planeja zerar a produção de lixo – Crédito: Miles Holden