XII FICA terá atrações voltadas para as crianças

As crianças terão diversão garantida no XII Festival de Cinema e Vídeo Ambiental – FICA, na Cidade de Goiás. Além da Mostra Infantil, com filmes exclusivos para a meninada, a programação do festival traz também uma oficina de animação, que será ministrada pela produtora Élène Dallaire, e ainda o espetáculo O Contador de Histórias do Cerrado, com o grupo goiano Arte e Fogo. O XII FICA acontece de 8 a 13 de junho, na antiga Vila Boa, com um leque de atrações voltadas para a sétima arte, o meio ambiente e entretenimento cultural.

Na Mostra Infantil, que tem curadoria de Carlos Cipriano, serão exibidos 11 filmes, entre produções nacionais e estrangeiras, todas com temática ambiental, na tela do Cinemão (espaço montado no Colégio Alcides Jubé).

Na oficina de animação, no Museu das Bandeiras, a produtora Élène Dallaire irá trabalhar com as crianças todo o processo de montagem de um filme, com apresentações de maquetes, exibições de vídeos e criação de personagens, entre outras curiosidades.

Durante o curso as crianças terão oportunidade de produzir filmes e, em meio a troca de experiências, se envolver no cenário cinematográfico e ver suas criações exibidas ao final da oficina, que terá como público-alvo as crianças da Escola de Artes Plásticas Veiga Valle, da Cidade de Goiás.

Élène Dallaire é produtora do filme canadense Lês Anges Dechets (Os Anjos do Lixo), dirigido por Pierre Trudeau, um dos concorrentes do FICA, e se ofereceu para ministrar a oficina gratuitamente para as crianças. Élène trabalha com animação desde os anos 80. Atuando como colorista, animadora e assistente de direção e produção em vários filmes, adquiriu vasta bagagem que a levou a produção de curtas de animação. Atualmente, em parceria com Pierre Trudeau, mantem uma produtora independente e participa de diversos festivais por todo o mundo.

Arte ao ar livre

É o que propõe o grupo Arte e Fogo, que levará à Praça do Coreto a peça O Contador de Histórias do Cerrado, de autoria de Barale Neto e direção de Delgado Filho. O espetáculo põe em cena um contador de histórias que vaga pelo Cerrado e encontra um grupo de crianças, para as quais abre a sua mágica mala, repleta de araras, tucanos e capivaras. O homem conversa com as crianças sobre a importância de preservar a natureza e cuidar do Cerrado.

Fonte Agepel

Deixe um comentário


Confira também