Manu Chao defende atuação local para salvar o planeta

Cantor Manu Chao. Foto Hannah Motta
“Minha inspiração vem das coisas que me doem”, disse ontem o cantor Manu Chao, que se apresenta hoje, dia 18, no XIII Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental. Como viaja muito por todos os continentes, ele disse ver muita degradação ambiental, como na China, México e nas geleiras, e ficar muito triste. Por isso, várias de suas músicas tem temática ambiental e no dia a dia Manu adota atitutes sustentáveis para causar menos impacto. Uma delas é a escolha por não ter carro. “Moro em Barcelona e o o metrô funciona muito bem, não preciso de um carro próprio. Acabo encontrando muitos fãs da periferia que acham estranho eu estar no transporte público, mas reafirmo: não consumo o que não preciso”, explicou o artista.
Manu Chao disse se sentir honrado em apoiar um festival que apóia o meio ambiente. Para ele, quem não vê que a cenário atual do planeta é insustentável é cego. Mas é impossível se envolver em todas as questões, por isso, a recomendação é do artista é que cada um atue em ações locais, assim, os resultados são mais fáceis e mais rápidos de serem percebidos.
Como está a dois dias na Cidade de Goiás, o cantor teve tempo de conhecer a arquitetura local e disse que “a cidade é profundamente linda”. Os músicos da banda do cantor chegam hoje à noite no festival e já ensaiam para o show especial que estão preparando para amanhã.
Fonte: Agepel

Deixe um comentário


Confira também