Kamura, um ataque de metal no cerrado brasileiro

Kamura participará de shows da Tour Sul-Americana da banda Brujeria (EUA), que passa pelo Brasil, Argentina e Chile.
Criada no início de 2011, o Kamura é uma banda de metal forjada nas terras quentes do cerrado brasileiro. O 1° show rolou na nona edição do renomado festival Tatoo Rock Fest, em julho de 2011 e, a partir daí, o Kamura começou uma trajetória impressionante e até então impensada para uma nova banda de Goiânia.
Com poucos meses de estrada, tocou nos maiores festivais da cidade como Bananada , Vaca Amarela, Woodstock Rock Fest, Goiânia Noise, Kuka Moto Rock , Pré-Nata Fest, Tatoo Rock Fest, além de alguns shows fora do estado.
Iniciando o ano sem diminuir o ritmo, o Kamura foi convidado para abrir o esperado show do Soufly, banda de Max Cavalera , ex-sepultura e ícone do metal mundial. Um evento histórico que marca o dia 24 de fevereiro no Sol Music Hall, em Goiânia. O evento terá ainda a participação da banda Claustrofobia, considerada uma das principais forças do metal brasileiro.
O Kamura também participará de shows da Tour Sul-Americana da banda Brujeria (EUA), que passa pelo Brasil, Argentina e Chile. A única pausa da banda será para gravar seu primeiro disco, em maio.
A banda é formada por figuras já conhecidas dos palcos goianienses, como o baixista Marlos Hiroshy (Japão), ex-integrante das bandas HC137, Mechanics e Motherfish; Pedro Henrique, baterista da banda Mechanics e ex-integrante do Necropsy e Space Monkeys; o guitarrista Fredox Carvalho, também ex-Space Monkeys; e o vocalista Ikaro Stafford, ex-vocal da lendária banda goiana Punch e da Norte-Americana Ankla, com a qual tocou por quase 8 anos e vendeu mais de 65 mil cópias nos EUA e Europa.
Ikaro também participou de um dos maiores festivais do mundo, o Ozzfest, onde tocou com bandas como Ozzy Osbourne, Lamb of God, Hatebreed, Static-X, Nille, Behemoth, Daath e outras.

Deixe um comentário


Confira também