Impacto do agronegócio sobre o Cerrado é discutido durante o FICA

  • Os professores Pedro Alves Vieira, Helena Angélica Mesquita e Uelinton Rodrigues debatem as consequências do agronegócio para o Cerrado (Foto: Marina Adorjan)
Na tarde da última quarta-feira (28/05), ocorreu o primeiro Fórum Ambiental do 16º Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (FICA), no Covento do Rosário. Foi discutido o impacto e as consequencias negativas do agronegócio para a população e para o Bioma do Cerrado. O evento é uma parceria da Universidade Estadual de Goiás (UEG), da Gwatá (Núcleo de Agroecologia e Educação do Campo da UEG) e do Fica 2014.
Participaram da discussão a professora aposentada da UEG, Helena Angélica Mesquita, o professors da UEG, Campus Cidade de Goiás, Pedro Alves Vieira e como mediador da mesa o professor do curso de Geografia da UEG da Cidade de Goiás, Uelinton Rodrigues.
Com o tema O cerrado Brasileiro no contexto da expansão do agronegócio, o fórum discutiu os problemas que a agricultura moderna gera ao meio ambiente. Segundo a professora Helena Mesquita, a suposta boa intenção do agronegócio em acabar com a fome aumentando a produção gera efeito totalmente contrário, fazendo o Cerrado desaparecer e causando a destruição de um dos biomas mais ricos do país. “O objetivo do agronegócio era acabar com a fome, mas o que ele faz com a natureza piora a situação do ser humano e do meio ambiente”, diz.

Deixe um comentário


Confira também