Exposição Placas interrompidas – Óbvia Brasília captura a essência da cidade em telas com traços surpreendentes e cativantes

Entre o céu, as placas e os monumentos, Rodrigo Nardotto, mostra por meio da arte todas as emoções e perspectivas da cidade, sob o olhar de um artista com orgulho de ser brasiliense. Motivado pelas cores vibrantes presentes na capital, o pintor exprime com pinceladas dramáticas, cenas do cotidiano e a essência de Brasília. São imagens do dia a dia transformadas em arte contemporânea com formas inusitadas e que podem ser rapidamente revisitadas na memória dos brasilienses, tão afeitos e acostumados às cenas da cidade.
Dividida em duas séries, a exposição mostra momentos diferentes do pintor em relação à capital. Com mais leveza, Óbvia Brasília retrata de maneira lúdica os diversos céus presentes na alvorada, no entardecer e nas noites de luar. São eles que, presentes nas telas, removem da cena retratada a tensão política e a suposta frieza das estruturas de concreto. Temas como a Igrejinha, os cobogós, a Super Quadra, o Setor Comercial Sul e as tesourinhas também retratam a captura da alma da cidade pelo artista.
Na série Placas, telas do último trabalho, Nardotto manifesta de maneira mais sutil, características de Brasília marcadas em placas retorcidas e rabiscadas. Nas telas dessa segunda fase, são elas que tomam conta da cena e dão movimento e vida para as pistas e estradas retratadas. “Uso a linguagem técnica para expressar o que eu tenho a dizer, o que eu sinto”, explica Rodrigo Nardotto, que contou com o apoio de seu amigo e marchand, Maurício Lima. E é misturando cores primárias e descobrindo seus tons que as 14 telas da mostra foram cuidadosamente construídas e agora estarão reunidas na primeira exposição aberta ao público candango.
SERVIÇO:
Dia: 15/03/2013 – Vernissagem
Horário: 20h
Local: SESC 504 Sul
Exposição: De 18 a 29 de março de 2013 (de segunda à sexta-feira), das 8h às 20h.

Deixe um comentário


Confira também