Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Exposição de Bia Doria no Centro Cultural Oscar Niemeyer

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
  • Escultura em pó de mármore, da série “Bailarinas da natureza” (Foto: Divulgação)
Nessa segunda-feira (21/09), é realizada a abertura da exposição individual da artista plástica Bia Doria, “Redesenhando a natureza – esculturas e relevos”, no Museu de Arte Contemporânea de Goiás, no Centro Cultural Oscar Niemeyer. A exposição fica em cartaz de 22 de setembro a 8 de novembro e conta com 35 obras, além de trazer a série “Bailarinas da natureza” e uma instalação que mostra a agressão das queimadas.
Natural de Santa Catarina, Bia Doria é uma representante da arte contemporânea sustentável. A artista cria partindo do pressuposto de que todo e qualquer objeto pode ser aproveitado e não desprezado. Resultando e obras que apresentam um teor sensível do resgate ao meio ambiente.
Bia já expôs em importantes centros de arte nacionais e internacionais como The Grand Modern e Gary Nader Fine Art, em Miami, Salon des Artistes Indépendants, em Paris, e o MUBE – Museu Brasileiro da Escultura, além de exposições na Alemanha, Coreia do Sul e São Paulo.
Anote!
Abertura da exposição “Redesenhando a natureza – esculturas e relevos”
Data: 21 de Setembro
Local: Museu de Arte Contemporânea de Goiás – Av. Deputado Jamel Cecílio, 4490, Setor Fazenda Gameleira.
  • Bia Doria tem na natureza a matéria-prima e o motivo de seu trabalho. Suas obras são feitas a partir de resíduos de floresta de manejo, produtos sustentáveis e árvores nativas resgatadas em queimadas, desmatamentos, fundo de rios, barragens, entre outros. (Foto: Divulgação )