Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Espetáculos movimentam o Goiânia Ouro

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
De 24 a 28 de abril o Centro Cultural Goiânia Ouro recebe uma extensa programação de artes cênicas, incluindo o 3º Na Ponta do Nariz – Festival Internacional de Palhaços. Confira:
24/04/13 (quarta-feira) – “Ta me Tirando”
Montagem concebida por jovens e para eles direcionada, o espetáculo Ta Me Tirando será apresentada no palco do teatro do Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro na próxima quarta-feira, 24 de abril, às 20 horas.
“O objetivo do espetáculo é o alerta, e não a censura”, esclarece William Carlos, diretor da Cia Arttpalco. “Com certeza os adolescentes vão se identificar com a peça, o que só agregará valor à montagem”, afirma. Segundo ele, a proposta pedagógica percorre os conflitos na adolescência. Em linguagem descontraída, a peça aborda temas como preconceito, bullying, violência urbana, primeiro amor e iniciação sexual.
A Cia Arttpalco realizou o laboratório das personagens com base em depoimentos colhidos por adolescentes que enfrentam problemas com drogas e relacionamento social, o enredo gira em torno do romance entre Rodrigo, usuário de vários tipos de drogas, e Fernanda, que demonstra interesse em experimentá-las.
Foram 6 meses de preparação. A montagem da trilha sonora e composição cênica são de autoria da Arttpalco, integrado por alunos com idades entre dez e 16 anos. A sonoplastia é de Irton Luiz, o figurino de Márcia Campos e a coreografia de Emanuela Fernandes.
Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada).
25 e 28/04/13 (quinta-feira e domingo) – “As Cadeiras”
Baseado no texto de Eugène Ionesco, o espetáculo As Cadeiras, do Grupo Trama Teatro, tem estreia nos dias 25 de abril, às 20 horas, e 28, às 21 horas. A peça é dirigida por Deusimar Gonzaga e no elenco estão Ronei Vieira e Takaiuna Correia, com iluminação de Adriane Reis.
As Cadeiras é a leitura simbólica da relação de um casal, da solidão a dois. O assunto atual, de uma obra clássica redimensionada pelo olhar contemporâneo, abrange o vazio das idealizações. O tema, em especial, aborda um relacionamento no qual, ao longo do tempo, os parceiros que, em tese, deveriam se preencher, ao contrário, se distanciam e se isolam.
Foram oito meses de ensaios e a marca do espetáculo é o foco na interpretação, e não na produção, observa o diretor.
Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada).
26/04/13 (sexta-feira) – “O outro lado da estória” – 3º Na Ponta do Nariz – Festival Internacional de Palhaços
Grupo Improvisórios conta o outro lado da história de “Joãozinho e o pé de feijão” no dia 26 de abril, às 20 horas. Utilizando como plano de fundo e ponto de partida a história clássica e mundialmente conhecida, o espetáculo pode se desenvolver de diferentes formas, por meio de várias histórias, mas sempre carregando a crítica social e a riqueza existente na diversidade cultural e física. Assim, os contos e personagens da cultura popular Brasileira vão encontrando Zé Mundico em sua jornada.
A primeira reclamação de Zé Mundico diz respeito ao nome da história, pois nem seu nome, nem o da Galinha de Ovos de Ouro aparecem no título do conto. Durante o espetáculo o personagem faz várias perguntas e brincadeiras provocando as crianças e adultos a pensarem. Todos conhecem a história de “Joãozinho e o pé de feijão”, mas alguém sabe o nome do gigante? Se Joãozinho era bonzinho por que roubou a galinha do gigante? Será que a galinha ficou mais feliz com Joãozinho do que era com o gigante? Por que o gigante morava tão isolado? A sociedade iria aceitá-lo mesmo sendo um gigante? É um espetáculo para todos, que ambiciona ter vários níveis de compreensão, agradando tanto o público adulto quanto o infantil.
A manipulação dos bonecos é de Deidian Lucas e Edimar Pereira; com confecção de Deidian Lucas, Edimar Pereira e David Cabezas; cenário de Deidian Lucas, Edimar Pereira e Francisco Veiga; figurino de Amanda Braga; com criação e direção coletiva.
Os ingressos custam R$4 (inteira) e R$2 (meia-entrada).
27/04/13 (Sábado) – “Segredos” – 3º Na Ponta do Nariz – Festival Internacional de Palhaços
  • Cena do espetáculo “Segredos” (Foto: Divulgação)
O Grupo Zabrinskie apresenta no dia 27 de abril, o espetáculo Segredos, com início às 20 horas. Na montagem, os personagens Juca Mole e Ana Banana contam as histórias do ratinho que queria se casar, da princesinha que queria a lua, e outras. Os atores Alexandre Augusto e Ana Cristina Evangelista dão vida aos dois palhaços que colecionam caixas de papelão onde guardam vários segredos. Cada segredo revelado suscita delicadas emoções e provoca ações lúdicas. São certezas, dúvidas, lembranças, cheiros, brinquedos e medos. A abertura das caixas os transporta para um passado que se transforma em presente – aqui e agora – na relação entre os dois e deles com a plateia. Ao final, numa grande viagem, eles descobrem que nem todos os segredos podem ser compartilhados. “Há coisas que são muito queridas e que não devem ser divididas”, que fazem parte de uma coleção muito particular: de Segredos.
A linguagem utilizada é a do clown/palhaço, constituídos com base na clássica relação do Augusto e do Branco, levando em consideração as novas tendências do clown no teatro, sem os elementos da clownaria circense. O cenário foi concebido a partir de uma pesquisa com o papel e o papelão. Isto porque antes do computador era costume guardar lembranças em caixas e não em um arquivo ou pen-drive. A intenção do grupo é resgatar essa relação afetiva com o conteúdo da memória. Segredos foi montado com o apoio da Funarte, por meio do Prêmio Myriam Muniz. É o quinto espetáculo do grupo, que tem em seu repertório para o público infantil os títulos: Luas e Luas, Quem Cochicha o Rabo Espicha (ou Chiquinha, A Fofoqueira).
Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada).
Mais informações sobre o festival no site: www.napontadonariz.com.
O Teatro do Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro fica na Rua 3, 1016, Centro. Mais informações pelo telefone (62) 3524-2542.