Camilla Faustino no Bolshoi

  • Camilla Faustino
2011 foi o ano de Camilla Faustino no Bolshoi. E, pela primeira vez, em oito apresentações, ela sobe ao palco num domingo. Antes do feriado que comemora o aniversário de Goiânia. Como sempre dizemos, o melhor do feriado é a véspera.
Camilla apresenta o show Suingue e Suor. Nele, ela abre uma roda de samba, acelera no rock e gera a união dos opostos que se atraem, no samba-rock, gênero que só existe no Brasil. Aí, cabem Raul Seixas, Tim Maia, Jorge Benjor e Cazuza. Entre vários outros.
O único problema é que não temos mais o que dizer a respeito de Camilla Faustino. Não cansamos de repetir que ela é super talentosa e que se encontra a um passo de causar um alvoroço em escala nacional. Se você já sabe disso tudo, parabéns. Bem vindo ao clube.
Afinal, a menina precoce virou uma senhora cantora. A voz de Camilla vai do samba ao rock, do funk ao soul, do Leme ao Pontal. Não há nada igual. Ela rega as sementes de músicas novas e colhe safras amadurecidas de sucessos, da MPB ao balanço do pop.
Sua presença no palco traduz alegria e o desejo de fazer com que a plateia fique alegre. O repertório prima pela qualidade das boas escolhas na feira dos compositores e, os músicos, são escolhidos nas autovias do suingue e da malandragem. Tudo isso resulta numa autêntica batucada brasileira, temperada pelo molho das referências universais.
A confiança que Camilla adquiriu na infância ganha vulto no disco independente que vai sair qualquer dia e nas imagens captadas no Bolshoi, que ameaçam virar DVD. A relação dela com a casa, aliás, é de uma intimidade faceira. Pioneira, ela introduziu o samba e outros fuzuês no endereço do blues e do rock. Sem que ninguém reclamasse.
Camilla Faustino
Local: Bolshoi Pub (Av. T-2, esq. c/ R. T-53, Setor Bueno, tel. 3285-6185)
Quando: Domingo, 23 de Outubro
Horário: 21 horas
Entrada: R$ 30 (antecipado nas lojas American Music. Sujeito a alteração depois das 22h30)

Deixe um comentário


Confira também