Alice Galvão retoma projeto de jazz, blues e bossa em Goiânia

Depois de um tempo dedicado apenas às apresentações de samba e de MPB, em bares e eventos particulares, Alice Galvão fará uma apresentação dedicada repertório de jazz, blues e bossa a convite do Café Nice, que fica na Avenida T-11 esq. com T-36, Setor Bueno. Acompanhada pelo diretor musical Can Kanbay e pelo violonista William Gláucio, a artista preparou um show sofisticado e intimista para o dia 07 de julho (quinta-feira), às 21:30hs.
No repertório, clássicos da música brasileira e internacional serão alternados. “Lullaby of Birdland, Manhã de Carnaval, Fly me to the moon, Negro Gato, por exemplo, são algumas das composições que não podem faltar”, exclama a cantora, que participou do festival Canto da Primavera em 2010. Responsável pelo show que abriu a apresentação da cantora Mônica Salmaso, no Teatro Sebastião Pompeu de Pina, Alice Galvão caprichou na produção e ganhou destaque dentre as cantoras da nova geração da música goiana.
Conhecida por sua versatilidade e experimentação, a cantora tem formação musical pautada pela música popular brasileira. “Quando eu era pequena, meus discos infantis eram todos do Chico Buarque, Caetano Veloso, Bia Bedran, essas coisas. Aos seis anos de idade pedi pra ser matriculada em um conservatório musical e estudei piano até os doze”, conta entre risos. Cantando desde 1999, circulou por diferentes estilos musicais, do pop ao batuque. Passou a cantar jazz, blues e bossa em 2009, por influência do jazzista turco Can Kanbay, com quem estabeleceu uma parceria que, segundo ela, renderá cada vez mais frutos.
Desde o início deste ano, a cantora tem figurino patrocinado pela Loja Chocollate e jóias contemporâneas da Bárbara Strauss. “Os parceiros e patrocinadores são fundamentais para que o artista consiga investir em uma carreira sólida, com qualidade profissional”, explica Alice, que também está em fase de pesquisa e audições para um projeto autoral.

Deixe um comentário


Confira também