Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

A Invenção de Hugo Cabret ganha cinco estatuetas do Oscar 2012 e nova tiragem no Brasil

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

  • A Invenção de Hugo Cabret ganha cinco estatuetas do Oscar 2012 (Foto: Divulgação)

O filme A invenção de Hugo Cabret recebeu cinco estatuetas no Oscar de 2012, em cerimônia realizada neste domingo em Los Angeles, Estados Unidos. Concorrendo em 11 categorias, foi o vencedor de Melhor Fotografia, Direção de Arte, Mixagem, Edição de Som e Efeitos Visuais. O livro homônimo de Brian Selznick, publicado por Edições SM, que inspirou a versão cinematográfica de Martin Scorsese, ganha no Brasil uma nova tiragem com distribuição nacional em parceria com a Editora Lafonte. O romance original reserva surpresas que não são vistas na telona.

Livro e filme contam a história do órfão Hugo Cabret, um menino de 12 anos que vive escondido em uma estação de trem na Paris dos anos 30, onde cuida da manutenção de gigantescos relógios, função anteriormente exercida por seu tio desaparecido. À noite, usando peças de brinquedos que ele furta de uma loja da estação, o menino tenta consertar um autômato, única lembrança que herdou do pai, para desvendar um enigma. Seus planos, porém, correm perigo. Ele é descoberto pelo dono da loja e pela curiosa Isabelle

livro oferece uma experiência diferente de leitura. O autor compôs a trama com textos e ilustrações que desenvolvem a história como em um story board: as quase 300 páginas de desenhos não se limitam a ilustrar os textos, mas assumem a função narrativa fundamental que as imagens têm no cinema, simulando primeiros planos, planos-sequência, zooms e fade-outs, recursos da sétima arte, a grande homenageada da obra.

Aclamado pela crítica mundial, escolhido pelo The New York Times como um dos melhores livros de 2007, A invenção de Hugo Cabret foi escrito originalmente em inglês e traduzido para 20 línguas. O tradutor da edição brasileira é Marcos Bagno, professor da Universidade de Brasília, que é também autor de livros infantojuvenis. Por esse trabalho obteve o prêmio de Melhor Tradução Jovem da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) e Certificado de Honra, categoria tradução, do International Board on Books for Young People (IBBY).

Veja abaixo a lista dos ganhadores do 84º Oscar:
Fotografia
“A invenção de Hugo Cabret”
Direção de arte
“A invenção de Hugo Cabret”
Figurino
“O artista”
Maquiagem
Mark Coulier e J. Roy Helland, “A Dama de Ferro”
Melhor filme de língua estrangeira
“A separação”, Irã
Atriz coadjuvante
Octavia Spencer, “Histórias cruzadas”
Montagem
Kirk Baxter e Angus Wall, “Os homens que não amavam as mulheres”
Edição de som
“A invenção de Hugo Cabret”
Mixagem de som
“A invenção de Hugo Cabret”
Documentário
“Undefeated”
Melhor filme de animação
“Rango”
Efeitos visuais
“A invenção de Hugo Cabret”
Ator coadjuvante
Christopher Plummer, “Toda forma de amor”
Trilha sonora original
Ludovic Bource, “O artista”
Canção original
“Man or Muppet” de “Os Muppets”, Bret McKenzie
Melhor roteiro original
Woody Allen, “Meia-noite em Paris”
Melhor roteiro adaptado
Alexander Payne, Nat Faxon e Jim Rash, “Os descendentes”
Curta-metragem
“The Shore”
Curta-metragem documentário
“Saving Face”
Curta-metragem de animação
“The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore”
Melhor diretor
Michel Hazanivicus, “O artista”
Melhor ator
Jean Dujardin, “O artista”
Melhor atriz
Meryl Streep, “A Dama de Ferro”
Melhor filme
“O artista”