Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

14ª edição do Festival Vaca Amarela

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
  • Nesse fim de semana o Centro Cultural Oscar Niemeyer abre as portas para diversos músicos e bandas, a exemplo do rapper, repórter e produtor musical brasileiro Emicida (Foto: Divulgação)
Três dias, quase 50 atrações e uma programação que se pauta na diversidade. Considerado um dos festivais mais importantes de rock independente do País, o Vaca Amarela chega à sua 14ª edição e reitera a necessidade de se promover festivais que agreguem diferentes gêneros musicais. Promovido pela Fósforo Cultural, o evento acontece durante os dias 04, 05 e 06 de setembro.
Com o total de 45 bandas, entre regionais, nacionais e internacionais, o Vaca Amarela promove um intercâmbio musical entre diferentes lugares do País, de norte a sul. Durante a semana, o Centro Cultural Oscar Niemeyer abre as portas para diversos músicos e bandas, a exemplo de Emicida, Tulipa Ruiz, Cone Crew, O Terno, Baleia, The Muddy Brothers, Fresno, Dona Cislene, Carne Doce e Inky.
O festival também divulga diversas bandas goianas do rock alternativo, como os grupos Luziluzia, Rollin Chamas, Aurora Rules, Cherry Devil, Peixefante e a Faroeste. Há ainda uma programação que envolve artes integradas e apresentações especiais que antecedem o Vaca Amarela com o projeto o VacaDrops.
De acordo com o coordenador geral do Vaca Amarela, João Lucas, este ano o festival celebra a diversidade das bandas das diversas regiões do Brasil. “Reiteramos esta edição do Vaca Amarela como um festival colorido e multicultural. E isso é bem evidente na programação deste ano. Todos os artistas são referências nacionais em seus estilos. Não dá mais para dizer que se trata de um festival de rock. Abraçamos a música alternativa como um todo”, comenta.
Mosaicos sonoros no #vaca2015
Produzido pelo grupo Fósforo Cultural, o Vaca Amarela reafirma a necessidade de se promover eventos que agreguem um público diverso. Os ingressos estão à venda no Sympla, na Ambiente Skate Shop, no Shufle Mix, Hocus Pocus, P di Pizza, Casulo Moda Coletiva e Tio Bakinas. O festival faz parte da Rede de Festivais Independentes, que tem a proposta de intensificar os espaços de troca e gerar uma trama de disseminação cultural. O objetivo da rede é integrar projetos e promover a ocupação de espaços públicos pela arte independente, intensificando a produção cultural de norte a sul do País.
Anote!
14ª Festival Vaca Amarela
04, 05 E 06 de setembro
Centro Cultural Oscar Niemeyer
Confira a programação completa em www.festivalvacaamarela.com.br
  • Tulipa Ruiz fecha as atrações da noite de sábado (Foto: Divulgação)
  • O festival também divulga diversas bandas goianas do rock alternativo, como o Carne Doce. Para João Lucas, à frente da organização, o evento surgiu numa época que existiam muitas bandas sem espaço. “Várias grupos locais se consagraram no Vaca Amarela. É um palco que, com certeza, faz toda diferença pra uma banda”, reflete. (Foto: Divulgação)