Morre Chrystian, cantor sertanejo da dupla Chrystian & Ralf, aos 67 Anos

Artista era um dos importantes representantes do sertanejo no Brasil e deixou um legado musical significativo
Chrystian cantor sertanejo
(Foto: Reprodução/Instagram)

O cantor e compositor Chrystian morreu na noite de quarta-feira (19), aos 67 anos. O artista foi um dos mais importantes representantes do sertanejo no país e, ao lado do irmão Ralf, formou uma dupla de sucesso que marcou gerações. Durante o último ano, Chrystian lutou contra uma infecção no rim e estava se preparando para um transplante, após a esposa, Key Alves, confirmar sua compatibilidade. No entanto, a preparação pré-operatória levou a complicações, e o cantor passou por um cateterismo.

“Nova York”, música de Chrystian em parceria com Ralf, foi a sua canção mais tocada nos últimos 10 anos no Brasil. Da lista de suas composições, ela também foi a mais regravada até o momento. Seguiram-se canções marcantes como “Chora Peito” (1986), “Saudade” (1988, trilha da novela Pacto de Sangue), “Cheiro de Shampoo” (1993), “Minha Gioconda” (1996, com Agnaldo Rayol, trilha de O Rei do Gado), “Sensível Demais” (1998) e “Chovendo Estrelas” (2001).

Entre os intérpretes que mais gravaram canções de autoria de Chrystian, o top três ficou com Zé Davela na liderança, Zezé Di Camargo e Luciano na segunda posição, e em terceiro lugar, Jorge e Mateus.

Em seu legado musical, Chrystian deixa 50 obras musicais e 461 gravações cadastradas no banco de dados do Ecad.

Deixe um comentário


Confira também