Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Galeries Lafayette Haussmann celebra 50 anos de Smiley

Para comemorar a data, tradicional loja de departamentos de Paris brindará o público, entre 21 de fevereiro e 3 de abril, com uma série de atividades recreativas e produtos estampado o sorriso mais famoso do planeta
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
(Divulgação)

Cinco décadas depois de surgir nas páginas do jornal France Soir, Smiley ganha na Galeries Lafayette Haussmann, em Paris, uma celebração jamais vista. Para a comemoração do 50º aniversário desse símbolo universal de alegria e otimismo uma série de produtos foi criada com a colaboração de estilistas, designers e chefs, que irão oferecer ao público, entre 21 de fevereiro e 3 de abril, desde peças de vestuário a chocolates, doces, artigos de beleza, acessórios, souvenires e até mesmo sandálias havaianas. Tudo estampado com o sorriso mais famoso do planeta, hoje considerado o ‘pai’ dos emojis da era digital.

Mas, além dessa grande quantidade de produtos especialmente concebidos para a ocasião, há mais novidades. Fãs de skate poderão se aventurar em uma rampa que será instalada bem em frente ao secular edifício do Boulevard Haussmann nos horários de funcionamento da loja e durante todo o período de celebração. Depois disso, o equipamento será doado a uma instituição. Internamente, os clientes também poderão se divertir em uma multicolorida sala de jogos, situada no átrium de entrada do departamento masculino.

Outra ação desenvolvida é a campanha “Smiley por Igualdade”, em prol da Fondation des Femmes, que atua, desde 2016, contra a violência e pela igualdade entre homens e mulheres. Nesta iniciativa, os clientes serão convidados a arredondar a conta de suas compras em qualquer uma das unidades da Galeries espalhadas por toda a França. Além disso, parte da venda de itens identificados com o Smiley será revertida a associações de apoio às causas que defendem os direitos femininos.

(Divulgação)
(Divulgação)
(Divulgação)