Mumm Cordon Rouge Stellar, primeiro champagne a ser degustado com gravidade alterada

O projeto será testado na próxima missão Axiom Space
Mumm Cordon Rouge Stellar
GH Mumm Cordon Rouge Stellar. Foto: Divulgação

A lendária casa francesa de Champagnes aparesentou essa semana o Champagne Mumm Cordon Rouge Stellar, o primeiro Champagne projetado para ser degustado com gravidade alterada. Iniciado em 2017 , este ambicioso projeto nasceu em total conformidade às  especificações e  requisitos de segurança adaptados ao espaço, e graças à colaboração entre Maison Mumm e Axiom Space, Mumm Cordon Rouge Stellar será testado na próxima missão Axiom Space, com vistas à experiência do ritual de uma degustação clássica em condições espaciais reais.

Cercada dos melhores especialistas no metier, a Maison Mumm empreendeu a  pesquisa e experimentação em colaboração com Octave de Gaulle, fundador da agência SPADE especializada no design de objetos espaciais, o Centre National d’Etudes Spatiales (CNES) e Jean-François Clervoy, astronauta francês da ESA, veterano de três missões espaciais com a NASA – principalmente durante três campanhas de vôo de teste. Laurent Fresnet, Chef de Caves da Maison Mumm, também realizou um vôo parabólico para garantir o respeito às características organolépticas e a integridade do líquido, para depois finalizar o lote específico deste cuvée.

Ao final desta segunda fase de quatro anos, o Champagne Mumm Cordon Rouge Stellar atende aos requisitos do CNES em termos de segurança e conformidade técnica para degustação com ausência de gravidade. De acordo com César Giron, presidente da Maison Mumm, “a inovação faz parte da identidade da Maison Mumm desde 1827 e Mumm Cordon Rouge Stellar é uma ilustração perfeita disso. Este projeto reúne um excelente know-how francês e nos orgulha. Já em 1904, a Maison Mumm esteve presente ao lado do comandante Jean-Baptiste Charcot para celebrar o sucesso da primeira expedição francesa à Antártida”.

As condições para degustar Champagne na ausência de gravidade diferem fisiologicamente, com uma alteração perceptível do olfato. A efervescência do Champagne também é modificada: as borbulhas não sobem mais à superfície, não liberam as moléculas de aroma que contêm. A sequência sensorial é específica: a visão é solicitada primeiro, depois o cuvée – em forma espumosa – entra em contato com os lábios e a boca. Uma vez que entra na boca, esta espuma reveste as paredes por ação capilar. Com a diminuição do olfato, a percepção geral do vinho muda. Algumas notas são percebidas mais do que outras.

https://lachampagnedesophieclaeys.fr/le-mumm-cordon-rouge-stellar-le-rituel-de-degustation-dans-lespace-collaboration-mumm-axiom-space/ (vídeo)

Mumm Cordon Rouge Stellar

A história da marca tem início em 1827, quando os irmãos Jacobus, Gottlied e Philipp Mumm chegam à Reims, na região de Champagne, e, em parceria com Friedrich Giesler e G. Heuser, fundam a P.A. Mumm et Cie. Logo no primeiro ano mais de 60 mil garrafas são exportadas. Em 1852, Georges Hermann Mumm assume a empresa e muda o nome para G.H. Mumm et Cie; também expande e moderniza, conquistando uma nova reputação pelo estilo e qualidade do Champagne.

Deixe um comentário


Confira também