Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Teatro Goiânia apresenta “Love, Love, Love”, com Débora Falabella

Peça será apresentada nos dias 19 e 20 de fevereiro e, além de Débora, conta com outros grandes nomes da interpretação como Yara de Novaes, Alexandre Cioletti, Eric Lenate e Mateus Monteiro
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
(Reprodução / Instagram @deborafalabellaoficial)

O Teatro Goiânia receberá o Grupo 3 de Teatro (SP) no final de semana dos dias 19 e 20 de fevereiro. As apresentações acontecem no sábado, às 20h30, e domingo às 19h, com uma peça imperdível que se destaca por seu humor ácido que é a obra “Love, Love, Love”, montagem que é consagrada pelo público e crítica nacional. O espetáculo é dirigido por Eric Lenate, e o texto é do autor inglês Mike Bartlett. A obra se destacou após receber 15 indicações a prêmios na temporada carioca. Também através dela, a atriz Yara de Novaes foi agraciada com o prêmio Shell e Questões de crítica.

Após cada apresentação, haverá um bate-papo com uma intérprete em libras e reconhecimento de cenário para pessoal com deficiência visual.

Texto inédito no Brasil

Com montagens teatrais muito bem-sucedidas o Grupo 3 de Teatro, é ganhadora de premiações como APCA, APTR, Questões de Crítica e Aplauso Brasil com o espetáculo “Contrações”, produzido pelo dramaturgo inglês Mike Bratlett. O grupo através das peças procura desenvolver temas que promove reflexões sobre o mundo contemporâneo.

“Depois de uma imersão de dois anos de leitura de autores contemporâneos, nos conectamos especialmente com esse autor. Ele é contundente com o momento em que vivemos, é profundo e provocador ao mesmo tempo que tem uma escrita clara e objetiva. Para o Grupo 3, o teatro é lugar de revisitar a história e pensar a questão do tempo político e social”, relata Gabriel Fontes Paiva.

Já segundo Débora Falabella, “a peça investiga qual foi o legado que a geração dos anos 1960 deixou para os jovens dos anos 1990. É um acerto de contas entre essas gerações, mas sem julgamentos”.

Sobre o espetáculo

“Love, Love, Love” fala sobre as relações entre um grupo familiar, que discutem questões geracionais, entrando na história dos anos de 1967 e 2010, abordando questões políticas e sociais deste intervalo temporal. A obra relata o idealismo dos anos 1960 até os tempos atuais.

A ação começa na primeira noite de transmissão ao vivo da TV via satélite em 1967, com Beatles cantando All You Need Is Love. A personagem Sandra, que é bonita e sedutora, é interpretada por Débora Falabella, uma jovem que acaba de entrar na universidade e marca um encontro com Henry, papel interpretado por Mateus Monteiro. Na peça, ela se interessa por Kenneth, irmão mais novo de Henry, que também é calouro da universidade, com quem se casa.

Serviço:
Espetáculo teatral “Love, Love, Love”
Data:
Datas: 19 e 20 de fevereiro – sábado e domingo*
Horários: sábado às 20h30 e domingo às 19h
*No sábado, 19/02, haverá bate-papo com o público
*No domingo, 20/02, o espetáculo terá tradução em Libras e reconhecimento tátil de cenário para deficientes visuais.
Ingressos: Disponíveis para compra na plataforma Sympla.