Peça ‘Enquanto Todos Dormem’ retorna à  Goiânia

<p style="text-align: center;"><strong><img style="display: block; margin-left: auto; margin-right: auto;" src="https://revistazelo.com.br/public/backend/midias/tinymce/Cultura/20160909124244788141a.jpg" alt="(Foto: Reprodu&ccedil;&atilde;o / Correio Web)" width="650" height="433" /></strong></p>
<p style="text-align: justify;">Enquanto Todos Dormem, produ&ccedil;&atilde;o da Maca Entretenimento, volta ao palco do Teatro Goi&acirc;nia neste s&aacute;bado (15), para apresenta&ccedil;&atilde;o &uacute;nica na capital. A sess&atilde;o come&ccedil;a &agrave;s 20h.</p>
<p style="text-align: justify;">Uma base militar, no Peru, no ano de 1938. &Eacute; neste cen&aacute;rio que as vidas de Pedro e Luiz Gustavo se encontram. Dois jovens confinados em um ambiente hostil, onde passam a compartilhar ang&uacute;stias, ansiedade, e mais al&eacute;m: veem explodir um romance cercado por conflitos e momentos de descontra&ccedil;&atilde;o.</p>
<p style="text-align: justify;">Autor da obra, Thiago Cazado divide a cena com o ator Renan Mendes. Thiago tamb&eacute;m atua em curtas LGBT, como &ldquo;Para Eric&rdquo; e &ldquo;Tenho local&rdquo;.</p>
<p style="text-align: justify;">A pe&ccedil;a, que j&aacute; foi vista por mais de 20 mil pessoas, resgata lembran&ccedil;as vividas por Pedro, ao lado do seu parceiro. Ao longo dos sessenta minutos de espet&aacute;culo, cen&aacute;rio e sonoplastia encantam e emocionam, ao colocar o espectador em contato com a realidade da &eacute;poca.</p>
<p style="text-align: justify;">Zelo conversou com os atores sobre a apresenta&ccedil;&atilde;o. Confira o bate papo!</p>
<p style="text-align: justify;"><strong>Seja na constru&ccedil;&atilde;o dos textos ou ainda nas atua&ccedil;&otilde;es, voc&ecirc; percebe o seu trabalho como um tipo de milit&acirc;ncia em favor das quest&otilde;es LGBT?</strong></p>
<p style="text-align: justify;"><em>Thiago Cazado</em> – Sim. Por estar produzindo conte&uacute;do deste universo, j&aacute; considero uma contribui&ccedil;&atilde;o a favor destas quest&otilde;es LGBT. Por exemplo, estamos chegando em Goi&acirc;nia, a cidade quer queira, quer n&atilde;o, precisa conviver com o fato de que este espet&aacute;culo est&aacute; em cartaz. Essa semana um rapaz goiano me escreveu: "Obrigado por vir a Goi&acirc;nia fortalecer o nosso bonde." Acho lindo poder fazer isso.</p>
<p style="text-align: justify;"><strong>A trama se passa em um ambiente militar, carregado ainda hoje de preconceitos. Porqu&ecirc; pautar esse debate?</strong></p>
<p style="text-align: justify;"><em>Thiago Cazado</em> – &Eacute; uma hist&oacute;ria de amor e o ambiente militar &eacute; um ambiente hostil. Os rapazes est&atilde;o l&aacute; sendo treinados para matar. &Eacute; um contraste grande contar uma hist&oacute;ria de amor dentro desse cen&aacute;rio. O amor fica ainda mais bonito. &Eacute; bonito ver que esse sentimento &eacute; t&atilde;o poderoso a ponto de transgredir qualquer regra.</p>
<p style="text-align: justify;"><strong>Dividir o palco com o autor da pe&ccedil;a traz um conforto maior ou a responsabilidade aumenta?</strong></p>
<p style="text-align: justify;"><em>Renan Mendes</em> – Pergunta dif&iacute;cil (risos)! Por um lado existe a preocupa&ccedil;&atilde;o com a responsabilidade, porqu&ecirc; fica aquela coisinha na cabe&ccedil;a me cobrando para fazer o melhor, fazer o que foi ensaiado e se o diretor est&aacute; gostando. Por outro lado, existe o conforto, pois o Thiago &eacute; muito generoso. Sempre deixou as coisas acontecerem naturalmente, como, por exemplo, o fato de que existem coisas na pe&ccedil;a que nasceram por improviso e ele sempre esteve aberto ao que pudesse somar na pe&ccedil;a.</p>
<p style="text-align: justify;"><strong>Qual a expectativa para este reencontro com o p&uacute;blico goiano?</strong></p>
<p style="text-align: justify;"><em>Renan Mendes</em> – Goi&acirc;nia &eacute; demais… O p&uacute;blico est&aacute; sempre disposto a receber cultura! Nossa &uacute;ltima apresenta&ccedil;&atilde;o por a&iacute; foi incr&iacute;vel, fomos muito bem recebidos e o retorno da pe&ccedil;a foi maior que esper&aacute;vamos. Ent&atilde;o n&atilde;o vejo a hora de estrear novamente por a&iacute;. E, depois disso, voltar quantas outras vezes eu puder.</p>
<p style="text-align: justify;"><strong>Anote!<br /></strong><strong>Pe&ccedil;a Teatral "Enquanto Todos Dormem"<br /></strong><strong>Onde:</strong> Teatro Goi&acirc;nia<br /><strong>Quando:</strong> S&aacute;bado, 15 de Julho de 2017, &agrave;s 20h<br /><strong>Quanto:</strong> R$30 meia ou para quem apresentar o flyer impresso ou eletr&ocirc;nico na bilheteria do teatro<br /><strong>Ingressos:</strong>&nbsp;<a href="https://www.sympla.com.br/enquanto-todos-dormem—goiania__162211" target="_blank">Sympla</a> ou Bilheteria<br /><strong>Mais Informa&ccedil;&otilde;es:</strong> (61) 9163-7214</p>

Deixe um comentário


Confira também