Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Pé no fundo e calculadora na mão: Stock começa a fazer as contas para o título

Faltando apenas três etapas, pilotos e equipes fazem cálculos e traçam estratégias de olho nos quatro descartes obrigatórios
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
A Stock Car entra em sua reta final com a disputa da décima etapa Foto: Victor Eleutério/Stock Car

Entrando na reta final da temporada 2021, equipes e pilotos da Stock Car Pro Series começam a projetar suas possibilidades de brigar pelo mais importante título do automobilismo brasileiro. E uma novidade do atual regulamento está transformando chefes de equipe em matemáticos: a regra que obriga o descarte dos quatro piores resultados entre as 24 largadas que compõem as 12 etapas do calendário. Com esse critério, a vantagem do atual líder Gabriel Casagrande sobre o segundo colocado, o tricampeão Daniel Serra, sobe de 16 para 22 pontos.

Em 2021 a Stock Car realiza duas provas por etapa – após a primeira corrida, os carros realinham ainda em movimento para realizar a segunda largada do dia. Como cada uma das duas corridas das doze etapas tem pontuação distinta, os pilotos possuem 24 oportunidades de pontuar ao longo do campeonato. E quatro dessas pontuações devem ser descartadas antes do início da última prova, marcada para dezembro.

Gabriel Casagrande (à frente): líder de calculadora na mão Foto: Duda Bairros/Stock Car

No próximo domingo, a categoria disputará a décima e antepenúltima etapa do ano, no Autódromo Velocitta, interior de São Paulo. E é inevitável que todos comecem a trabalhar com os números disponíveis. Se de um lado Daniel Serra perde terreno com os descartes atuais (que totalizam 23 pontos), o terceiro colocado Rubens Barrichello se aproxima do líder, pois neste momento descartaria apenas dois pontos, contra os cinco perdidos por Gabriel Casagrande.

A regra e a pandemia – Outro que deve tirar proveito das novas regras é Ricardo Maurício, que tem entre seus descartes as duas largadas da segunda etapa (Interlagos), quando foi acometido pela covid-19 e não pôde competir – evitar possíveis injustiças causadas pela pandemia, aliás, é uma das razões da regra dos descartes.

As atividades da Stock Car Pro Series no Velocitta começam no sábado, com um shakedown a partir das 8h20. No mesmo dia, às 15h, a categoria realiza o treino para definição do grid de largada. A 10ª etapa acontece no domingo, com a primeira das duas largadas às 13h10. O Velocitta também sedia neste fim de semana a sexta etapa da Stock Light.

Confira abaixo a programação completa e também a pontuação – com e sem descartes – dos quinze primeiros colocados na Stock Car Pro Series:

Piloto / Pontuação Acumulada / Com Descartes
1º – Gabriel Casagrande – 278 (271)
2º – Daniel Serra – 262 (249)
3º – Rubens Barrichello – 234 (232)
4º – Ricardo Maurício – 231 (228)
5º – Cesar Ramos – 218 (213)
6º – Ricardo Zonta – 210 (210)
7º – Átila Abreu – 205 (205)
8º – Thiago Camilo – 199 (199)
9º – Bruno Baptista – 184 (184)
10º – Allam Khodair – 171 (171)
11º – Diego Nunes – 165 (165)
12º – Marcos Gomes – 165 (165)
13º – Denis Navarro – 165 (161)
14º – Rafael Suzuki – 158 (158)
15º – Cacá Bueno – 138 (138)

Programação da 10ª etapa, Velocitta
Sábado, 23 de outubro
8h00 – 8h10 – Stock Light – shakedown
8h20 – 8h30 – Stock Car – shakedown
8h45 – 9h50 – Stock Light – treino livre 1
10h00 – 11h05 – Stock Car – treino livre 1
11h15 – 12h20 – Stock Light – treino livre 2
12h30 – 13h35 – Stock Car – treino livre 2
14h00 – 14h20 – Stock Light – classificação
15h00 – 15h45 – Stock Car – classificação
16h18 – Stock Light – corrida 1 (30min + 1 volta)

Domingo, 24 de outubro
13h10 – Stock Car – corrida 1 (30min + 1 volta)
13h48 – Stock Car – corrida 2 (30min + 1 volta)
15h43 – Stock Light – corrida 2 (30min + 1 volta)