Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Os pilotos Deni Nascimento e Idali Bosse vencem o 22º Rally RN 1500 2020

Deni Nascimento e Idali Bosse são bicampeões do Rally RN 1500
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Deni Nascimento e Idali Bosse – Areia exigiu mais de pilotos e dos UTVs Foto – Antônio Miranda

Em meio a rígidos protocolos de saúde e realizado em calendário diferente do habitual, o Rally RN 1500 deste ano foi de grandes desafios climáticos, mas também de confraternização e solidariedade entre as equipes. A competição que é válida para o Campeonato Brasileiro Cross Country partiu de Campina Grande (PB), na quarta-feira, dia 9, chegando em Mossoró (RN), neste domingo, 13 de setembro.

O piloto Deni Nascimento e o navegador Idali Bosse, da Bompack Can-Am, foram os grandes vencedores da competição, encarando altas temperaturas, terrenos difíceis. “Foram dias intensos, de muita superação em cada ajuste que foram necessários para finalizarmos cada prova. Com as temperaturas altas dessa temporada, os trechos de areia exigiram muito mais de nós e do Maverick X3. Mas o UTV deu conta do recado, mostrando sua superioridade tecnológica e sua robustez diante dos obstáculos”, comentou Deni, comemorando o bicampeonato do Rally RN 1500.

Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin enfrentaram altas temperaturas do Rally RN 2020. Foto-Claudiney Sandro

Entre as 10 primeiras equipes colocadas do RN 1500, 9 delas competiram com o Can-Am Maverick X3. “Esse domínio do Maverick X3 em todas as competições Cross Country, reflete o foco da BRP em desenvolver produtos que atendam aos níveis de dificuldade que o esporte exige, superando expectativas tanto dos pilotos profissionais quanto dos clientes que utilizam o UTV para lazer”, explica Fernando Alves, Country Manager BRP – Brasil

Rodrigo Varela e Gunar Dums enceram a prova na sexta colocação. Foto – Doni Castilho

Com a adoção dos protocolos de saúde exigidos pelas autoridades nacionais, Deni relata que as equipes sentiram falta do receptivo acalorado das comunidades locais. “Estamos em um momento inusitado e sabemos dos cuidados necessários. Ainda assim, entre as equipes, o clima de solidariedade e cooperação está mais forte. A competição é um momento de festa, de celebrar a amizade dessa grande família que nos tornamos”, comentou Deni, que passou por momentos de tensão durante uma brincadeira entre pilotos.

“Durante um dos deslocamentos, o comboio foi parado. E para minha surpresa, um policial se aproximou de mim, me dizendo que eu tinha cometido uma infração e por isso estava fora da prova e preso. Argumentei de várias formas que não tinha cometido nenhuma infração, quando já não sabia mais o que fazer para resolver a situação, percebi que o Reinaldo Varela tinha combinado com o policial e estavam pregando uma peça em mim”, conta Deni destacando as relações de amizade que são construídas dentro desse esporte.

Bruno Varela e Gustavo Bortolanza venceram duas especiais no Rally RN 1500 2020. Foto Antônio Miranda

A dupla Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, da equipe Can-Am Monster Energy, também subiu ao pódio em Mossoró, na terceira posição, encerrando a etapa na liderança da Categoria Over Pro. “Foram dias de grande dificuldade mesmo, muita gente com pneu furado pelo caminho, mas nosso Can-Am Maverick X3 se comportou maravilhosamente bem, como sempre tem feito”, explicou Varela, que com o seu UTV acumula os títulos de campeão do Dakar e Mundial FIA.

Classificação extraoficial do Rally RN 1500 2020:

1) #101 Deni Nascimento / Idali Bosse, Can-Am – Maverick X3, 11h17min34

2) #119 Neto Valentim / Breno Rezende – Can-Am Maverick X3, 11h22min08

3) #104 Reinaldo Varela / Gustavo Gugelmin, Can-Am Maverick X3, 11h33min36

4) #109 Roberto Keller / Marcelo Ritter, Can-Am Maverick X3, 11h36min05

5) #142 Leonardo Beleza / Anibal Feijo, Polaris 11h36min50

6) #112 Rodrigo Varela / Gunar Dums, Can-Am Maverick X3, 11h39min09

7) #128 Marcelo Tomasoni / Luis Felipe Eckel, Can-Am Maverick X3, 11h39min23

8) #108 Riamburgo Ximenes / Favo Franca, Can-Am Maverick X3, 11h42min33

9) #115 Cristiano Batista / Robledo Nicolleti, Can-Am Maverick X3, 11h43min20

10) #140 George Ximenes / Wellington Rezende Jr., Can-Am Maverick X3, 11h47min33