Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Paraty Card: um cartão de benefícios para o turista que visitar a cidade de Paraty

O cartão que proporciona diversos descontos e cortesias foi lançado no intuito de propor um turismo sustentável na cidade histórica fluminense
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Foto: Divulgação

Quem aceitar contribuir com R$2,50 para o turismo sustentável da cidade Paraty terá acesso ao Paraty Card. Ao fazer check-in na pousada, o atendente pergunta ao visitante se ele gostaria de fazer a contribuição, ao aceitar, é enviado um QR Code que dá acesso aos estabelecimentos participantes, que oferecem vouchers de descontos e cortesias disponíveis durante a estadia.

Em tempos de pandemia, o Paraty Card também disponibiliza ao cliente a segurança de frequentar lugares que estão seguindo os protocolos sanitários, uma das condições básicas para os estabelecimentos que querem fazer parte do programa.

Sebastian Urquijo, diretor do Paraty Convention & Visitors Bureau (CVB), destaca que o cartão oferece um valor agregado, ao beneficiar os dois lados da moeda: o turista e o turismo. “É uma ação simples em que todos saem ganhando: o visitante, ao ter acesso ao que há de melhor na cidade, o turismo sustentável e a economia formal de Paraty”, diz Sebastian.

No caso do turismo, a utilização do cartão vai movimentar a economia. Além disso, funciona também como um observatório dessas visitações, mapeando dados simples, como tempo de estadia e lugares visitados, desenhando novas políticas dentro do tema. “Paraty tem uma demanda enorme por um turismo mais organizado, com maior infraestrutura”, observa o diretor da CVB.

Isso significa não apenas organizar a visitação das atrações mais procuradas pelos turistas, como o Cais de Barcos, as cachoeiras do bairro da Penha e as praias de Trindade, mas destacar novos lugares e criar elos sustentáveis com as comunidades do entorno.

A soma arrecadada com as contribuições dos turistas, será utilizada em três eixos: social, ambiental e econômico. Nas ações sociais, destacam-se a manutenção da Orquestra Sinfônica de Paraty e o projeto Tênis na Praça, que oferece aulas e prática de tênis para mais de 100 crianças da região.

A iniciativa do cartão envolve as cidades de Angra dos Reis, Ilha Grande, Paraty, Ubatuba e Ilhabela, uma rota com grande potencial turístico, por unir dois polos importantes: São Paulo e o Rio de Janeiro. Em breve, cada uma dessas cidades terá o seu cartão, com o mesmo propósito.

O lançamento do cartão é uma iniciativa do CVB, associação sem fins lucrativos que reúne mais de 65 estabelecimentos, entre pousadas, restaurantes, operadoras de turismo, mergulho, teatro e comércio em geral.