Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Viagem independente pelo Arquipélago da Madeira

Conheça diversas atividades para realizar de forma solo no destino português
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

O Arquipélago da Madeira, território português situado em meio ao Oceano Atlântico, está recebendo turistas internacionais há quase três meses e continua sendo um dos destinos mais seguros de toda a Europa neste momento de retomada das viagens.

Com atrações voltadas principalmente para seus exuberantes cenários naturais, o arquipélago se mostra como o destino perfeito para um momento em que os viajantes ainda fogem de ambientes fechados e do contato com outras pessoas.

Para fazer uma viagem ainda mais segura e tranquila, é possível ter um itinerário de atividades de forma solo. Para isso, basta alugar um carro, que dará liberdade e autonomia.

Confira as atividades perfeitas para uma viagem independente pela Madeira:

Visita a um dos mirantes madeirenses

Cabo Girão : visita a um dos mirantes madeirenses Foto: Francisco Correia

Com um território montanhoso que atinge grandes altitudes, a Madeira conta com diversos pontos que oferecem vistas absolutamente deslumbrantes. Os cenários incluem mar, a charmosa capital, as montanhas e a floresta. O mais conhecido mirante é o Cabo Girão, que está sobre uma parede rochosa de 580 metros de altura e conta com uma passarela suspensa de vidro, conhecida como skywalk, que é de tirar o fôlego.

Passeio pelas levadas

Levada Nova da Pta do Sol Foto: Francisco Correia

Por toda a ilha, há antigos canais de irrigação conhecidos como levadas, alguns com mais de quatro séculos. Eles foram construídos pelos colonizadores para levar água do norte para o sul da Madeira. De quebra, sua construção criou uma série de caminhos belíssimos em meio à vegetação nativa, onde se pode relaxar, entrar em contato com a natureza e fazer longas e agradáveis caminhadas.

Subida ao Pico do Areeiro

Pico do Areeiro – Madeira – Foto: André Carvalho

Já falamos acima que o destino tem uma geografia montanhosa. Quem curte caminhadas e trilhas pode aproveitar isso para subir ao Pico do Areeiro, que fica a 1.818 metros de altitude, no interior da ilha. Ele é o segundo pico mais alto da Madeira e, em alguns dias, garante a sensação maravilhosa de estar no céu, já que é possível ver inúmeras nuvens nos vales abaixo.

Um dia nas praias de Porto Santo

Porto Santo Balneários Foto: Francisco Correia

Em Porto Santo, outra ilha do arquipélago madeirense, as grandes atrações são as praias de areia dourada e mar azul cristalino, e ambos contam com propriedades terapêuticas comprovadas. E, por isso, nada melhor que desfrutar de um dia em um desses paraísos, aproveitando o sol e a brisa do mar para relaxar e deixar todas as preocupações para trás.

Descoberta do oceano
O mar também é uma das principais atrações da Madeira, e é possível descobri-lo de diversas formas. Pode-se alugar equipamentos como caiaques e pranchas de stand-up paddle, mas também um barco para chegar ao mar aberto e ver de perto golfinhos e baleias – neste caso, vale escolher uma embarcação com ou sem tripulação, caso o turista saiba pilotar, ou até mesmo investir no luxo de um passeio de iate particular.

Trilha de bicicleta

Porto Santo Trilha de Bicicleta Foto: André Carvalho

Uma maneira popular e incrível de aproveitar os belíssimos cenários naturais madeirenses é sobre duas rodas. Basta alugar uma bike e explorar uma das inúmeras trilhas que passam por diferentes lugares da ilha. Há percursos de diferentes níveis, para ciclistas amadores ou profissionais.

Para mais informações, acesse www.madeiraallyear.com.