Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Novo Renault Captur 2017

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

O novo Renault Captur impressiona à primeira vista graças a seu design sensual e elegante. O modelo oferece maiores altura do solo, posição de direção, comprimento e entre-eixos de sua categoria.

Novo Renault Captur

As linhas do novo Captur seguem a nova identidade visual da Renault e são assinadas pelo Technocentre da Renault, na França, em parceria com o Renault Design América Latina (RDAL), o único estúdio de desenho e estilo da marca no continente americano, localizado em São Paulo. No quesito design, destaque para a pintura biton, ou seja, a possibilidade de ter o teto em uma cor diferente do restante do veículo.

Motor

O Captur terá uma gama completa no mercado brasileiro. Há duas opções de motorização: o recém-lançado 1.6 SCe (120 cv), que oferece economia e prazer ao dirigir; além do 2.0 16V (148 cv), opção para quem busca ainda mais desempenho. Os dois motores trazem tecnologias que a Renault desenvolveu na pista de Fórmula 1, categoria na qual a marca já conquistou 12 títulos mundiais. Em matéria de segurança, todas as versões saem de fábrica com 4 airbags e controle de estabilidade (ESP).

Design à primeira vista

O primeiro capítulo da história do Captur começa em Genebra, em 2011, com a apresentação do carro-conceito de mesmo nome dentro da filosofia “Life”, onde a Renault criou seis carros diferentes – SUV, minivan, esportivo, hatch, compacto e furgão – para seis fases distintas da vida de uma pessoa. O conceito, uma das atrações do Salão do Automóvel de São Paulo de 2012, inspirou a criação do Captur europeu, em 2013.

O próximo passo foi dado pelo Technocentre, na França, e o RDAL, em São Paulo. Os dois estúdios trabalharam em conjunto para desenvolver o novo Renault Captur, que fez sua estreia para o público brasileiro no mesmo Salão do Automóvel de São Paulo (2016) que recebera o carro-conceito Captur quatro anos atrás. O design sensual e elegante do novo Captur impressionou os mais de 700 mil visitantes, sendo o SUV considerado uma das grandes atrações da mostra.

“O design do Captur mistura elegância e linhas bem marcadas. A pintura biton garante um efeito harmônico e traz o grande barato da personalização. O desenho do Captur reflete a nova identidade da marca”, afirma Vincent Pedretti, chefe de design do RDAL – Renault Design América Latina.

A dianteira traz luzes diurnas de LED, no formato de “C” ao redor dos faróis de neblina, que alongam a grade inferior, transmitem elegância. Os faróis são modernos e têm desenho fluído, enquanto o capô tem dois vincos bem marcados.

Na lateral, há um grafismo cromado na parte inferior das portas, acompanhando a linha de cintura elevada. O SUV chama atenção pelas linhas fluidas e lateral esculpida, além dos músculos formados pela carroceria acima do para-lama traseiro. As rodas de 17’’, disponíveis com dois desenhos, integram o conjunto em perfeita harmonia.

A traseira traz lanternas de LEDS, ponteira do escapamento cromada e um friso cromado abaixo do porta-malas que percorre quase toda a extensão do para-choque, dando a impressão de que o Captur é um modelo ainda mais largo.

O Captur estreia um novo quadro de instrumentos. Com ótima leitura e desenho moderno, o quadro associa um velocímetro digital e displays em formato de meia-lua de cada lado. O computador de bordo digital é visualizado logo acima do conjunto.  O interior ainda pode receber o acabamento em dois tons, dependendo da versão.

A pintura em biton oferece originalidade e personalização. São oferecidas 13 combinações de cores, incluindo 9 combinações em biton. O teto do Captur pode ser preto ou marfim. A carroceria pode ser preta, branca, marrom, laranja, marfim, vermelha, prata ou cinza.