Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Destination Wedding: confira dicas para sair tudo como planejado!

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Maio é conhecido como o “Mês das noivas”, e nada melhor do que ter algumas dicas do que fazer (e o que não fazer) quando o assunto é um destination wedding, isto é, uma cerimônia realizada em um destino romântico, unindo o casamento e a lua de mel.

As dicas ficam por conta da Gerente de Romance dos resorts Paradisus, Marilyn Cairo, confira:

1. Escolha bem o destino
Um destination wedding pode ser o sonho da sua vida, mas a menos que você prefira uma cerimônia íntima com a sua cara metade, é melhor considerar os custos da viagem e acessibilidade para que os seus convidados não pensem duas vezes antes de embarcar nessa aventura.

2. A data do casamento é importante
Se o orçamento é prioridade, a melhor época do ano para viajar para o Caribe e o México, por exemplo, é durante o outono do hemisfério norte (primavera brasileira). As tarifas são mais baixas e alguns hotéis têm pacotes e ofertas especiais durante esta época.

3. Feche um pacote de grupo
A maioria dos hotéis oferece tarifas reduzidas e pacotes para grupos de casamento que se comprometem com um número mínimo de quartos sob contrato.

4. Ouça os especialistas
Resorts com experiência em destination wedding têm cerimonialistas à disposição. Ouça os seus conselhos – afinal, ninguém conhece melhor o resort, o destino e as nuances de uma cerimônia do que eles. Esses profissionais são os seus olhos e os seus ouvidos durante a fase de planejamento de longa distância. E o melhor: não há custo adicional para utilizar os serviços e a experiência da cerimonialista do resort.

5. Conhecimento é poder
Quando estiver procurando as melhores opções para o seu grande dia, não tenha medo de fazer as perguntas difíceis para a cerimonialista antes de fechar um compromisso.

6. Aproveite as especificidades locais
Uma das melhores maneiras de cortar os custos é escolher detalhes típicos ou nativos da região. Por exemplo: em vez de insistir em decorar o espaço com orquídeas douradas de Kinabalu que precisam ser importadas, aproveite as belas flores cultivadas localmente. Peça ao resort uma lista dos fornecedores confiáveis e aproveite as boas relações construídas entre eles.

7. O tempo é seu aliado
Faça as reservas com pelo menos nove meses de antecedência para poder escolher a melhor data. Planejamento de última hora resulta em custos inesperados. Tenha o mesmo cuidado com o envio de convites, para que a sua família e amigos tenham tempo para planejar o orçamento e os dias de folga do trabalho.

8. Legalização é um conceito ultrapassado
Não há necessidade de legalizar o seu casamento no destino escolhido. Cuide da papelada legal no seu país de origem e poupe centenas de dólares no custo de fazer isso em outro país. Você vai evitar várias burocracias chatas, tais como a necessidade de traduzir documentos oficiais e fazer exames de sangue.

9. Chegue em grande estilo
Chegue ao destino pelo menos três dias antes do casamento. Nesse tempo, além de aproveitar para passear e respirar fundo, vocês também poderão conhecer a equipe de organização e reunir-se com a cerimonialista e os fornecedores.

10. O barato pode sair caro
Não se oriente apenas pelas despesas e confie mais nos resorts e em seus profissionais. Promoções do tipo “casamento grátis” têm restrições, exigências e, dependendo das suas expectativas, podem levar ao desapontamento. E você não quer isso no dia mais importante da sua vida, certo?

A expert em casamentos ainda orienta que os noivos que forem para outro país façam um roteiro com no mínimo três dias de atividades para eles e para os convidados, tornando o casamento mais especial para todos.