Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Goiás recebe remessa com 107.400 doses de vacinas contra Covid-19

Estado começa, nesta sexta-feira (23), distribuição de 86 mil unidades da AstraZeneca e 21,4 mil da CoronaVac. Público-alvo inclui idosos com idade a partir de 63 anos, podendo chegar a 61 em alguns municípios
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Governador Ronaldo Caiado (Foto: André Sadi )

O Governo de Goiás recebeu, na madrugada desta sexta-feira (23), 107,4 mil doses de vacinas contra a Covid-19. O 14º lote enviado pelo Ministério da Saúde (MS) contém 86 mil unidades da AstraZeneca, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e 21,4 mil da CoronaVac, fabricada pelo Instituto Butantan.

O novo lote de imunobiológicos vai avançar na cobertura vacinal de idosos com idade a partir de 63 anos, podendo chegar a 61, em municípios como Goiânia.  Trabalhadores da saúde, servidores da segurança pública e de salvamento, bem como forças armadas também serão contemplados. Das 107,4 mil vacinas recebidas, 86.055 são para a primeira dose e o restante para segunda dose.

O governador Ronaldo Caiado, acompanhado do secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino, recebeu o carregamento na Central Estadual de Rede de Frio, no Jardim Santo Antônio, em Goiânia. “As doses serão conferidas e começaremos a distribuição imediata”, afirmou durante entrevista coletiva aos veículos de imprensa. “Neste momento, vamos ampliar os locais de vacinação e pedimos às pessoas que tomem conhecimento das alternativas para que não tenha demora no atendimento”, destacou ao lembrar que o Estado colocou à disposição o Estádio Serra Dourada, que atualmente funciona como um dos locais de vacinação na Capital.

Caiado chamou atenção dos municípios para que registrem, de forma obrigatória, as informações sobre os imunizantes administrados no módulo Covid-19 do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (PNI). “Que as vacinas estão sendo aplicadas ninguém tem dúvida, mas a parte burocrática, de informar junto ao Ministério da Saúde, ainda está lenta pelos municípios. Peço aos prefeitos que nos ajudem”, solicitou.

A imunização dos grupos prioritários visa reduzir o agravamento e óbitos pela Covid-19, bem como manter o funcionamento da força de trabalho que atua na linha de frente no combate ao vírus. Em Goiás, das vacinas do novo lote destinadas à primeira dose, 30% serão para imunizar trabalhadores da saúde, 5% para forças de segurança pública e o restante para idosos. O governador Ronaldo Caiado voltou a alertar os goianos para a importância do reforço vacinal. “A segunda dose é fundamental para manter o organismo protegido”, ressalta.

A remessa será conferida por técnicos da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) e distribuída a todas as 18 Regionais ainda nesta sexta-feira (23). “Todos os municípios receberão doses da vacina. Elas já vão sair nos caminhões e começarão a chegar ainda nesta manhã”, informou Ismael Alexandrino.

Para esta etapa de distribuição, além da rede logística da SES-GO, o Estado conta ainda com o apoio do Unidos pela Vacina, movimento que tem como principal meta auxiliar os governos estaduais e municipais na campanha de vacinação contra a Covid-19. Por meio da RG LOG, empresa parceira do projeto, as doses serão levadas para as Regionais de Saúde de Anápolis, Luziânia, Formosa, Posse e Campos Belos. Todo o processo será acompanhado por técnicos da Central Estadual de Rede de Frio e escoltado por forças de segurança.

Desde o início da distribuição de vacinas contra a Covid-19 pelo PNI, Goiás já recebeu 1.665.280 milhões de doses, sendo 1.208.080 da CoronaVac e 457.200 da AstraZeneca. Segundo levantamento realizado pela SES-GO, 750.915 goianos receberam a primeira dose e 252.204 pessoas a segunda.