Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Dia do Médico é comemorado neste domingo (18)

Aumento do número de profissionais chega aliado a novos empreendimentos especializados em medicina, o que gera facilidade tanto para profissionais quanto para pacientes
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Dia do Médico
F: Freepik

De acordo com dados do Conselho Regional de Medicina (Cremego), Goiás tem atualmente 16.827 médicos ativos, uma proporção de 2,37 profissionais para cada mil habitantes. O número aponta para um crescimento de 20,3% em relação a 2018, quando o número de médicos era de 1,97 médicos para cada mil habitantes no Estado. O aumento é um dos fatores que contribuem para melhorar o atendimento à população. Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2019, divulgada no início de setembro de 2020, apontou que 1,2 milhão de pessoas que procuraram algum atendimento de saúde, nas duas últimas semanas anteriores à data da entrevista, em 2019, 90,1% o conseguiram. É o maior percentual  do País, (empatado com Mato Grosso do Sul). Desse percentual, 77,3% das pessoas conseguiram atendimento na primeira vez que procuraram, enquanto no país a média é de 73,6%. 5,1 milhões (73,1%) de pessoas haviam se consultado com um médico em Goiás, nos últimos 12 meses anteriores à data da entrevista.

Números para serem celebrados neste Dia do Médico, comemorado em 18 de outubro.  Mas, além de ter mais médicos, ter lugares preparados, com infraestrutura adequada para o bom exercício da medicina, também é um fator que promove o benefício para a comunidade médica e para os pacientes, que ganham em qualidade no atendimento. A afirmação é do presidente da Associação Médica de Goiás (AMG), José Umberto Vaz de Siqueiramédico, especialista em ortopedia. “É muito importante ter uma infraestrutura apropriada para o médico poder realizar seu trabalho. Em Goiânia percebemos que houve uma melhoria qualitativa em geral dos empreendimentos de saúde principalmente nos últimos cinco anos”, avalia.

Essa melhoria qualitativa, em sua visão, contou com a contribuição do Órion Business & Health Complex, construído na área que abrigava a antiga sede da AMG. “Ter em Goiânia um complexo de tamanha magnitude, com gestão do Albert Einstein, se tornou um atrativo para a saúde na cidade e se tornou um estímulo de melhoria contínua tanto para outros estabelecimentos quanto para profissionais. No final quem saiu beneficiado foram os  pacientes”, destaca ele.

Inaugurado em 2018, o Órion Business & Health Complex atraiu os olhos da classe médica em Goiás, pelo seu conceito moderno que reúne centro clínico, business, shopping, hotel e um hospital de alta complexidade com gestão do Albert Einstein. Atualmente, já são cerca de 50 especialidades em atendimento e mais de 200 médicos e profissionais de saúde, e a previsão é que chegue a 1000 quando estiver em ocupação completa.

médica e empresária Queiliane Rosa, observa que o desenvolvimento de empreendimentos que ampliem e concentrem os serviços de saúde – realização de exames, terapias complementares, farmácias e óticas, por exemplo –  é um fator que contribui para facilitar a vida do paciente e também do profissional da saúde. Ao lado dos sócios e também médicos Eldom Medeiros, Nayara Portilho e Eloise Allen, Rosa levou para o Órion Complex a Oncore, clínica especializada no tratamento de câncer. “O fator decisivo para irmos para lá foi o fato do paciente poder encontrar em um só lugar tudo o que precisa, com conforto e segurança”, detalha Queiliane.

O neurologista Alexandre Castro viu no empreendimento a oportunidade de abrir a própria clínica que já funciona há um ano. Segundo ele, estar nesse ambiente de diversas especialidades tem como vantagem a facilidade de encaminhar o paciente para outras especialidades. “Nós temos os grupos que facilitam a comunicação e o paciente ganha tempo. Além disso, a modernidade do prédio, a facilidade da rede de serviços com shopping, hotel e o Hospital com a gestão do Albert Einstein, que atrai pacientes de todas as regiões”, lista Alexandre. Ela lembra também da modernidade e que o arranha-céu foi construído com beleza ímpar que se destaca no cenário urbano.

Órion Complex em Goiânia. Foto:
Divulgação