Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Cresce procura por aparelhos dentários mais discretos e funcionais. Entenda eficácia e vantagens

Entre as tendências mais procuradas estão os alinhadores invisíveis. Técnica substitui os convencionais aparelhos ortodônticos fixos e proporciona resultados mais rápidos com menos incômodos
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
(Foto: Shutterstock)

A correção ortodôntica, ou correção dos dentes, que diz respeito ao seu alinhamento correto, faz parte da vida do ser humano há anos. No entanto, por muito tempo esteve atrelada ao uso do chamado aparelho fixo e o tão temido sorriso metálico. Essa realidade vem mudando e hoje novos recursos têm garantido que o tratamento possa ser feito sem qualquer comprometimento estético. De acordo com a Sociedade Brasileira de Odontologia e Estética (SBOE), o Brasil é o segundo país que mais realiza mudanças odontológicas em todo o mundo. Somente entre 2015 e 2019, a procura por procedimentos estéticos na área triplicou, o que levou o setor a oferecer serviços mais completos e inovadores.

Tais recursos têm, inclusive, estimulado a busca por adultos acima de 30 anos, que procuravam pela alternativa com menos frequência no comparativo com anos atrás. Nos Estados Unidos, por exemplo, mais de 1 milhão de adultos aderiram aos aparelhos para correção do alinhamento dos dentes. De acordo com pesquisa da Associação Paulista de Ortodontia, cerca de 40% a 50% dos pacientes que usam aparelhos, atualmente no Brasil, têm idade superior a 30 anos, o que representa aumento de 40% de novos aparelhos ortodônticos na última década.

O publicitário Luis Fernando Pagliaro, de 33 anos, fez uso do chamado alinhador invisível para corrigir o sorriso. “Optei por ele porque achei mais higiênico e prático, além de permitir visualizar qual é o resultado almejado. A questão estética pesou, mas um pouco menos do que o fato de poder retirar o aparelho para comer o que quisesse e não ter maiores problemas com alimentos prendendo”, afirma.

Feitos de um derivado do plástico transparente e maleável, os alinhadores invisíveis ganharam muita evidência ao longo dos últimos anos, de acordo com o odontólogo Cassiano Medeiros, especialista em ortodontia e ortopedia funcional dos maxilares, do Crool Centro Odontológico. “Dos últimos cinco anos para cá, temos conseguido solucionar as más oclusões dentárias com o uso dos alinhares, com eficácia e muito mais conforto para o paciente, tanto do ponto de vista prático quanto para a questão estética”, afirma o dr. Cassiano.

Ainda segundo o especialista, os aparelhos invisíveis garantem mais previsibilidade de tempo ao tratamento, resultados mais rápidos e maior comodidade para o paciente. “Com ele, é possível corrigir o sorriso, modificar a oclusão, acertar a mordida, e tudo isso sem alterar a forma de viver do paciente, que poderá retirar o alinhador para higienizar e se alimentar. Casos mais complexos podem requerer a utilização de outros recursos, mas a avaliação é que vai dar esse diagnóstico correto, afinal, cada caso é um caso”, complementa.