Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

3 procedimentos para quem quer repaginar a face no inverno

Cirurgiã Plástica Dra. Beatriz Lassance apontou as principais tendências no que diz respeito a cirurgias faciais para quem quer realizar os procedimentos no inverno e chegar ao verão de cara nova.
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Foto: Divulgação

Com a chegada do inverno, inicia-se a temporada preferida dos adeptos à cirurgia plástica. Com isso, os consultórios dermatológicos e de cirurgia plástica começam a encher. Afinal, quem não quer chegar ao próximo verão de cara nova? Para ajudar quem ainda está em dúvida sobre quais são os melhores procedimentos para repaginar a face, a Dra. Beatriz Lassance, cirurgiã plástica e membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, listou as principais tendências faciais em cirurgia plástica e explicou como cada uma delas funciona. Confira:

Rinoplastia: A rinoplastia é o procedimento que altera a estética do nariz através da manipulação de estruturas como cartilagem, osso e pele, visando proporcionar um aspecto natural e conferir harmonia à face. Com a rinoplastia é possível alterar o tamanho ou formato do nariz, mudar a largura das narinas, realinhar o ângulo entre o nariz e o lábio superior e até mesmo resolver problemas respiratórios. “Devido às estruturas delicadas do nariz, a rinoplastia é um procedimento extremamente complexo e pode durar de uma a três horas. Feita sob anestesia geral, a rinoplastia pode ser realizada de duas maneiras: aberta ou fechada, sendo que ambas as técnicas envolvem incisões na região interna da narina e a decisão de qual técnica vai ser utilizada depende da complexidade da cirurgia”, explica a cirurgiã. “Após a cirurgia é comum o surgimento de inchaço na região, por esse motivo só é possível visualizar o resultado definitivo depois de um ano da cirurgia, mas parte do resultado é visível após um mês da cirurgia.” O tempo de recuperação da cirurgia também vai depender da técnica, mas, normalmente, o downtime é de duas semanas e durante este período você deve permanecer em repouso, evitar exercícios físicos e o tabagismo.

Preenchimento facial: O preenchimento é um procedimento que utiliza de substâncias como o ácido hialurônico para dar estrutura ao rosto, conferir volume aos compartimentos de gordura que perderam seu conteúdo com o tempo ou até mesmo preencher pequenas rugas.  Segundo a especialista, o ácido hialurônico é o mais seguro dos preenchedores injetáveis, pois é uma substância produzida naturalmente pelo organismo e tratada com um processo de crosslink que dificulta sua absorção, deixando o gel por mais tempo no local em que é aplicado. “As sessões demoram cerca de uma hora e, na maioria dos casos, o ideal é que o preenchimento seja realizado gradativamente e em mais de uma sessão, para que não haja o risco de hipercorreção”, completa. “O preenchimento não deixa cicatrizes e seu resultado é imediato, porém, devido aos edemas e inchaços comuns neste procedimento, o resultado definitivo pode levar alguns dias para aparecer.” Como as substâncias utilizadas normalmente são absorvíveis, o preenchimento não é permanente e dura cerca de 12 a 18 meses. Após esse período, o procedimento pode ser feito novamente de acordo com a vontade e necessidade do paciente.

Lifting: Também conhecido como ritidoplastia, o lifting facial é a técnica que pode ser realizada no terço superior, médio ou inferior da face, reposicionando tecidos como ligamentos, musculatura e pele, para tratar flacidez de grau moderado ou grave, o que ameniza rugas e vincos e recupera os contornos faciais. O objetivo é deixar o rosto com aspecto mais descansado, saudável e o mais natural possível, sem parecer que foi operado. “Feito sob anestesia, o procedimento, que pode durar de 3 a 6 horas, é realizado a partir de incisões que vão ser feitas de acordo com o tipo de lifting ideal para cada paciente. E como os pacientes não querem que ninguém note que eles foram submetidos a um lifting facial, as cicatrizes são posicionadas de forma que fiquem perceptíveis. e os resultados naturais”, afirma a médica. No pós-operatório o tempo de internação é de aproximadamente 24 horas, podendo ser maior dependendo da necessidade do paciente, e há um período de inchaço que tende a melhorar após uma semana do procedimento, quando os resultados ficam visíveis.  Durante esse período é recomendado que o paciente não faça esforços físicos e evite a exposição solar.