Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Prefeitura de Goiânia publica decreto com novas regras para atividades comerciais

Documento apresenta abertura das atividades não essenciais durante os dias úteis, mas com restrições de segurança em estabelecimentos com potencial para gerar aglomeração
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
(Foto: Prefeitura de Goiânia)

Em entrevista coletiva concedida no final da tarde desta terça-feira (13), os secretários de Governo, Arthur Bernardes, e da Saúde, Durval Pedroso, apresentaram os detalhes do novo decreto publicado na noite de hoje no Diário Oficial do Município. O documento, que passa a valer a partir desta quarta-feira (14), prevê a abertura das atividades não essenciais durante os dias úteis com restrições de segurança em estabelecimentos com potencial para gerar aglomeração.

Aos fins de semana, conforme estabelece o decreto, serão mantidas as atividades essenciais e religiosas com limitação de 30% da capacidade e com intervalo de 3 horas. Conforme o secretário Arthur Bernardes, tudo foi definido após diversas reuniões com o governador Ronaldo Caiado e também com representantes do setor produtivo da capital.

“Nosso inimigo é o coronavírus e, por isso, o objetivo do prefeito Rogério Cruz é fazer o melhor por Goiânia e mais uma vez por meio do diálogo”, afirmou o secretário Arthur Bernardes, ao acrescentar que a intenção da gestão municipal é assegurar a saúde da população. Segundo ele, os horários do decreto anterior estão sendo mantidos, com as restrições aos fins de semana.

Já o secretário Durval Pedroso lembrou que a taxa de contaminação está em 0,8, o que possibilita a manutenção parcial das atividades, desde que sejam observados os protocolos de prevenção. “Continuamos chamando a atenção para que os protocolos sejam rígidos, de modo que os bons não paguem pelos maus”, enfatizou o secretário, pontuando que a proposta tem validade de 14 dias e será reavaliada ao término desse período.

Confira os horários nos próximos 14 dias:

Comércio

O comércio vai funcionar das 9h às 17h. Os estabelecimentos do setor de serviços vão abrir entre 12h e 20h.

Shoppings e galerias

Os shoppings centers, galerias e centros comerciais terão abertura permitida entre 10h e 22h.

Bares e restaurantes

O horário de funcionamento de bares e restaurantes será das 11h às 23h, com limitação de 50% da capacidade e a proibição de qualquer atividade sonora.

Distribuidoras de bebidas

As distribuidoras de bebidas podem funcionar das 6h às 22h.

Salões e barbearias

O horário de funcionamento dos salões de beleza e barbearias será das 12h às 21h.

Academias

Com capacidade permitida de 30%, as academias vão funcionar das 6h às 22h.

Esporte coletivo

Estabelecimentos destinados à prática de esportes coletivos vão funcionar com a participação de no máximo quatro pessoas.

Feiras

As feiras livres e especiais que ocorrem em dias úteis podem ser realizadas, mas é vedado o funcionamento de restaurantes e praças de alimentação e consumo no local, além do distanciamento de dois metros entre as barracas.

Escolas

As escolas privadas vão manter as aulas presenciais nas etapas infantil, fundamental e médio. Os estabelecimentos devem garantir distância mínima de 1,5m entre alunos, professores e demais funcionários.

Construção Civil

A construção civil deve garantir o transporte dos funcionários e também pode trabalhar de segunda a sexta-feira.

Mercado Popular

No Centro Cultural Mercado Popular da 74 ficam proibidas apresentações ao público. Os estabelecimentos do centro comercial podem funcionar das 9h às 17h e os bares e restaurantes ficam autorizados das 11h às 23h.