Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Governador Ronaldo Caiado recebe segunda dose de vacina contra Covid-19

Caiado destacou a importância de seguir calendário de imunização. “Produção de anticorpos não autoriza você a deixar de cumprir protocolos”, pondera
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Governador Ronaldo Caiado recebe segunda dose da vacina CoronaVac, na Escola Rotary Goiânia Oeste, em Goiânia (Foto: Cristiano Borges e Júnior Guimarães)

O governador Ronaldo Caiado completou, nesta terça-feira (20), o ciclo de imunização contra a Covid-19 ao receber a segunda dose da vacina CoronaVac, na Escola Rotary Goiânia Oeste, em Goiânia. Caiado tem 71 anos e tomou a primeira dose no dia 23 de março, na Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás), dentro do calendário voltado ao grupo prioritário de idosos.

No posto de vacinação, o governador pediu que todos se atentem aos prazos. Mais de 46 mil goianos ainda não completaram a prevenção contra a doença. “Isso é um sonho de todos nós”, definiu ao reiterar a necessidade de seguir as recomendações de segurança sanitária, mesmo após a proteção vacinal. “Depois da primeira dose, 45 dias após, você já tem uma produção de anticorpos, mas isso não autoriza a deixar de cumprir os protocolos”, ponderou.

“A nossa preocupação é avançarmos, o máximo possível, na vacinação, porque há perspectiva de se ter uma nova onda”, alertou. Neste sentido, Caiado intensificou o trabalho para ampliar ainda mais a oferta de imunobiológicos em Goiás e no país. Na última sexta-feira (14), em reunião com a Organização das Nações Unidas (ONU), o governador solicitou à secretária-geral adjunta Amina Mohammed que a entidade trabalhe ativamente para que o Brasil e demais países sejam autorizados a produzir, mediante o pagamento de royalties, o ingrediente farmacêutico ativo (IFA) das vacinas contra a Covid-19.

A ONU anunciou que vai antecipar ao Brasil o repasse de 4 milhões de doses, que devem chegar ainda neste mês de abril, e mais 4 milhões em maio pelo consórcio Covax Facility.

O secretário de Estado de Saúde, Ismael Alexandrino, acompanhou o governador na vacinação e sinalizou a chegada de uma nova remessa de imunizantes, provavelmente na próxima quinta-feira (22). O Ministério da Saúde ainda não definiu o quantitativo que será destinado, mas a expectativa é avançar na imunização de idosos e iniciar as pessoas com comorbidades.

“O que modificou é que pessoas com Síndrome de Down e do espectro autista foram incluídas”, acrescentou. O secretário municipal de Saúde de Goiânia, Durval Pedroso, também esteve presente no local.

Legenda: Governador Ronaldo Caiado recebe segunda dose da vacina contra Covid-19, na Escola Rotary Goiânia Oeste, no Jardim América, em Goiânia: “A nossa preocupação é avançarmos, o máximo possível, na vacinação, porque há perspectiva de se ter uma nova onda”