Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

A fim de minimizar o atual cenário da empregabilidade feminina, Secretaria da Mulher desenvolve projetos de qualificação profissional

Há vagas para cursos de empreendedorismo feminino, básico de alimentação, panificação e assentamento de cerâmica
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
(Divulgação/Prefeitura de Goiânia)

O cenário de pandemia trouxe insegurança para as mulheres em relação ao futuro. Segundo os números da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD Contínua), do IBGE, 8,5 milhões de mulheres tinham deixado a força de trabalho no primeiro trimestre de 2020. Os números mostram que as mulheres foram fortemente prejudicadas pela pandemia da Covid-19. Uma parcela expressiva de mulheres perdeu sua ocupação durante esse período, e muitas delas não conseguem uma nova inserção no mercado de trabalho.

Disposta a mudar essa realidade, a Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, está desenvolvendo projetos, a fim de minimizar o atual cenário da empregabilidade feminina. Entre os projetos que estão sendo desenvolvidos em parceria com outros órgãos, estão o do Instituto Padma e Secretaria Municipal de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sictec), que oferecerá 35 vagas de empreendedorismo feminino; o do Instituto Federal de Goiás (IFG), com 30 vagas para o curso Básico de Alimentação; e o do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), que oferece 16 vagas para o curso de panificação e 80 vagas para o de assentamento de cerâmica.

Segundo a Secretária da Mulher, Tatiana Lemos, uma das principais competências da SMPM é a de criar programas de formação específica para as mulheres, para inserí-las no mercado de trabalho. “As mulheres foram as mais prejudicadas nesta pandemia, por isso, a Secretaria da Mulher vem desenvolvendo vários projetos voltados à qualificação profissional de mulheres para a sua reinserção no mercado de trabalho”, disse. “Estamos verificando a melhor forma de oferecer esses cursos, adequando-os aos protocolos contra a Covid-19”, complementou.

Para mais informações sobre os cursos que serão abertos, as interessadas podem entrar em contato pelo WhatsApp: (62) 99285.7211