Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Roberto Carlos vai construir prédio em Goiânia

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Adriano Carrijo, Jaime Sirena, José Marcos Pimentel, Ubirajara Sirena e Guilherme Pinheiro. Foto:  Johny Cândido

A canção “Além do Horizonte” foi composta por Roberto Carlos e Erasmo Carlos, em 1971, e já trazia elementos que, para o Rei, eram importantes para se alcançar a felicidade. Certamente, serviu como inspiração para os projetos de sua incorporadora, a Emoções Incorporadora, fundada 40 anos depois, em 2011. E, sem dúvida, revela pistas do lançamento imobiliário que ele prepara para Goiânia.

Previsto para ser lançado em maio de 2018, o projeto será um residencial em terreno localizado com duas privilegiada vistas, o Parque Flamboyant e a Praça das Artes, no Jardim Goiás. O empreendimento de alto padrão seguirá os modernos conceitos de arquitetura, sustentabilidade e bem viver. As empresas goianas GMP Incorporação e GPL Construtora e Incorporadora são parceiras nesse novo projeto.

Goiás foi o primeiro Estado escolhido para iniciar a etapa de expansão da incorporadora do Rei, que incluiu o Centro-Oeste do País em seu planejamento estratégico para atender novos públicos. Para o empresário Ubirajara Guimarães, um dos sócios da Emoções, a motivação foi o bom desempenho da economia goiana, que demonstrou robustez mesmo durante o período de crise, impulsionada principalmente pelo agronegócio.

 “A bela cidade de Goiânia é uma capital muito próspera, produtiva e acolhedora. Em razão das excelentes relações que mantemos nesta cidade, surgiu esta oportunidade de empreender este projeto imobiliário”, detalha Ubirajara Guimarães. O investimento está estimado em 100 milhões e deve gerar de 350 a 400 empregos diretos e indiretos durante a obra.

A Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança – ACBIP, por exemplo, aponta que os estados ligados ao agronegócio, entre eles Goiás, estão puxando a recuperação do mercado imobiliário no Brasil desde 2017.  A safra recorde de 237,7 milhões de toneladas de grãos no país entre 2016 e 2017, segundo estimativa de janeiro da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), ajudou a elevar o ânimo das construtoras. Já segundo a ACBIP, Goiânia registrou um crescimento de lançamentos de 12%, enquanto o total das 22 regiões analisadas acumulou queda de quase 13%.

Até o momento, apenas São Paulo e Sergipe receberam empreendimentos com chancela de Roberto Carlos, que, segundo seus sócios, sempre foi um entusiasta sobre arquitetura e construção.  “O grupo estava procurando outras capitais para levar o seu nome e seus diferenciais. Houve, então, um encantamento imediato pela área e uma sinergia com o grupo local, que tem como principal objetivo o alto padrão na qualidade da entrega”, explica Guilherme Pinheiro da GPL.     

José Marcos Pimentel, diretor da GMP Incorporação, reforça o potencial econômico de Goiânia que vai ao encontro da filosofia de elevado padrão da Emoções. “Nossa Capital possui um público com perfil e renda adequados para demonstrar alto interesse no empreendimento projetado. Ele possuirá características arquitetônicas únicas e será construído em um dos melhores lugares da cidade”.

A solidez econômica das empresas GMP Incorporação e GPL Construtora e Incorporadora também foram ponto crucial no desenvolvimento da parceria, considera Jaime Sirena, também sócio da Emoções Incorporadora.  “Estamos preparando juntos este belíssimo projeto imobiliário de alto padrão, com inovações de sustentabilidade, tecnologia e segurança que apresentaremos aos goianienses”, disse.

O terreno com duas frentes privilegiadas terá o Parque Flamboyant de um lado e a Praça das Artes de outro. A localização, na Avenida H do Jardim Goiás, foi o que mais chamou a atenção do grupo paulista, por oferecer uma belíssima vista e qualidade de vida e, ao mesmo tempo, por estar estrategicamente posicionado fora do fluxo de trânsito e com fácil acesso.

Alexandre Leite assina o projeto arquitetônico do residencial, que terá formato inspirado na flor que Roberto Carlos distribui ao final de suas apresentações. O terreno de3.794,60m² receberá uma torre única, com duas alas independentes. Os apartamentos serão de três e quatro quartos com metragem que variam de 177 a 204m². O empreendimento também contará com quatro penthouses que variam de  444m² a  507,55m². Além da tradicional área de lazer no mezanino,  uma segunda área de lazer e convivência será construída no 33º andar, o Sky Club, um espaço com vista panorâmica da cidade.