Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

PUC Idiomas e Colégio Externato São José realizam parceria

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

A PUC Idiomas, unidade da Pontíficia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás), firmou convênio com o Colégio Externato São José para, numa parceria extracurricular, ministrar com método próprio a língua inglesa, espanhola e/ou francesa aos alunos da educação infantil e do ensino fundamental da escola.

Segundo Wolmir Amado, reitor da PUC, o convênio é um empenho da Arquidiocese de Goiânia de unir as instituições de educação católica desde o maternal até ao ensino superior. A diretora pedagógica do Externato São José, Darlei Dário Padilha, diz que o colégio aproveita uma experiência consolidada e com credibilidade. “Língua estrangeira num formato de escola de idiomas para crianças atua num atendimento de diretriz nacional de aproximação”, explica.

A forma de estudar que a PUC Idiomas oferece ao alunos é o método comunicativo de trabalhar com probabilidade a língua por meio da fala, escrita, leitura e expressão oral. De acordo com Angélica Ayres da Silva, coordenadora da PUC Idiomas, o método comunicativo por si já é muito envolvente e o protagonista na sala de aula é o aluno. “Ele é envolvido, chamado a produzir. Por meio da produção que ele conquista a fluência no idioma”, diz.

A irmã Maria Madalena dos Santos, representante legal da mantenedora do Externato São José, avalia o convênio como um marco neste ano em que se celebram os 800 anos da congregação Domicana, que mantem o colégio. Para ela, essas duas instituições católicas com a parceira se fortalecem. “Importante é essa dimensão dos saberes. Trata-se de uma parceria de instituições que têm a mesma visão diferenciada de educação, um projeto pedagógico pautado no fortalecimento dos valores humanos”. 

Os alunos já estão tendo aulas e muitos se manifestam, sinalizando que as crianças estão envolvidas com o idioma, já produzem algumas coisas a respeito em casa. “Essa é uma recepctividade positiva. Temos também a procura de outros pais para o próximo semestre, já existem muitos que nos visitam para obter mais informações sobre o curso. Começamos com algumas turmas com número pequeno de alunos e essas turmas já cresceram” informa Angélica Ayres.