Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Lista de desejos 2021: 49,1% dos brasileiros quer a vacina para retomar rotina

Pesquisa da Hibou Monitoramento em parceria com a Score Group traz lista de desejos dos brasileiros para o ano que vem
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Fonte: Divulgação

Em pesquisa inédita da Hibou, empresa de pesquisa e monitoramento de mercado e consumo, em parceria com a Score Group, realizada no final de outubro com 1.600 pessoas entre 18 e 56+ nas principais capitais do país, os brasileiros expressam seus desejos para 2021, após um ano de grandes impactos e mudanças sem precedentes por causa da pandemia do coronavírus.

Para voltarem à rotina fora de casa, 49,1% do total de entrevistados desejam que exista uma vacina para a COVID-19. Na faixa etária entre 18 e 25 anos, esse sonho é o maior. 55,6% dos jovens aguardam o imunizante para poder voltar à vida normal. Em geral, 28% já estão retomando aos poucos a rotina, tomando cuidados.

Ganhar dinheiro ainda é um grande desejo. 45,7% dos brasileiros querem enriquecer. “Os mais jovens também são os que mais querem isso, 65,7% dos 18 aos 25 anos apontam ganhar dinheiro como sua principal expectativa, seguidos pelos brasileiros entre 26 e 35 anos, com 56,3%” explica Ligia Mello, sócia da Hibou. Emagrecer está em segundo lugar nas metas para 2021: 42,1% dos entrevistados querem perder peso. Esse número é ainda maior na faixa dos 36 e 45 anos, com 49,8%.

Afastados de suas famílias em 2020 com o isolamento, a reaproximação com a família vem em terceiro lugar na lista de desejos, para 2021: 38,4% de todos os brasileiros. Nas faixas etárias, Essa vontade é maior entre pessoas dos 26 aos 35 anos e de 56 anos ou mais: 41,9% e 39% respectivamente.

“Consciência sobre a saúde mental, física e sobre solidariedade fazem parte dos desejos para 2021 também. Reflexo de um ano em que a saúde foi posta à prova e o autocuidado ganhou protagonismo na rotina dos brasileiros” diz Ligia. 72,4% quer exercitar o corpo e a mente em 2021, 38,1% desejam se engajar em atividades sociais e 33,2% vão consumir mais produtos orgânicos. 69,8% de todos os entrevistados querem fazer atividades físicas e cuidar do corpo e 46,9% desejam cuidar mais da pele, looks e cabelos, desse último quase 70% estão entre 18 e 25 anos.

Na vida profissional, qualificação vem em primeiro lugar na lista de desejos: 37,5% dos brasileiros querem estudar mais online, os que mais querem isso são os jovens de 18 a 25 anos. 24,6% dos brasileiros querem trabalhar mais em casa do que antes da pandemia, e quem tem mais essa vontade são as pessoas entre 26 e 55 anos, ou seja, essa vontade é menor entre os mais jovens, que continuam querendo sair de casa para suas atividades.

Impedidos de viajar, os brasileiros trazem viagens pelo próprio estado ou pelo Brasil como um grande desejo: 52,4%. Para 38%, pegar o carro mais vezes para passear e viajar está nos planos. “Em um ano de dificuldades financeiras, o brasileiro aprendeu a economizar, mesmo desejando ganhar mais dinheiro, 38,3% se vê gastando menos que em 2020. 30,7% gastaria o mesmo, e uma minoria de 16,5% se vê gastando mais.” afirma Ligia Mello.

Em uma palavra, os entrevistados foram convidados a falar qual a expectativa para 2021. “Esperança”em primeiro lugar, seguida de “Vacina” e “Liberdade” mostram bem qual é a lista de desejos dos brasileiros após o ano mais marcante dos últimos tempos.