Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Goiânia recebe evento esportivo para cães

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

O DogFest  irá reunir pet atletas  de alto nível vindos de Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Brasília (Foto: Divulgação)

Goiânia recebe, pela primeira vez, no próximo domingo (10), a partir das 13h, a primeira edição do DogFest, evento voltado exclusivamente para a prática esportiva de cães, que irá reunir pets atletas de alto nível vindos de Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Brasília. A organização é do Educa Dog, clube de cães e escola de adestramento, com o apoio da Brasal Incorporações, que irá ceder o espaço para o evento, a ser realizado na Alameda Cel. Eugênio Jardim, 430, no Setor Marista. O evento já começa no sábado com seminário voltado para adestradores e guias.

O DogFest também terá a presença de entidades protetoras dos animais como a Miau au au e a Viva Gato, que levarão fotos de animais disponíveis para adoção e realizarão um bazar de produtos, visando arrecadar fundos para manutenção das entidades, que resgatam e cuidam de animais abandonados. Ao público que quiser participar, os organizadores pedem a doação de dois quilos de ração, porém não é obrigatória.  “Vamos também promover um desfile para eleger o cão mais simpático e realizar sorteios de brindes como pacotes de ração, caminhas pets, comedouro e outros itens”, revela Fernando Vicente que é adestrador e um dos organizadores do evento.

Entre as modalidades caninas que serão apresentadas estão o Agility, uma prova de percurso com regras baseadas no hipismo. “Claro que uma diferença importante é que nesse caso os animais não são usados como montaria. A semelhança com o hipismo diz respeito a contagem de tempo e os obstáculos”, esclarece Fernando.

O adestrador explica que a modalidade é uma atividade esportiva já praticada no Brasil, de forma amadora, desde 1996. “Em 2001 começaram a ser realizadas primeiras competições oficiais, como a criação da Comissão Brasileira de Agility”, informa. Segundo o adestrador, a modalidade é uma prática extremamente saudável para os cachorros, pois melhora a ligação afetiva entre o cão e seu tutor, a obediência do animal, promove a socialização com as pessoas e com outros pets e alivia o estresse canino. “Dizemos que para o cachorro, o Agility é uma atividade muito mais mental do que física, pois traz muitos benefícios mentais para o animal. O esporte, inclusive, é ideal para algumas raças que apresentam hiperatividade como a Border Collie, Jack Russel Terrier e Schnauzer.

Durante o DogFes, estarão se apresentado pet atletas e guias que são referências nacionais em Agility, entre eles o guia Adriano Soares, campeão brasileiro nos anos de 2016 e 2017 na categoria G2, e campeão das Américas e Caribe de 2017, categoria G1; e Giovane Barsanti, campeão brasileiro em 2011 e participante dos mundiais do México e Itália. Entre os pet atletas, o destaque será o cão Zeca, campeão das Américas e Caribe em agility.

Nova modalidade
Durante o DogFest, será lançada em Goiás uma nova modalidade: o tambor dog, que é baseado na prova dos três tambores realizada com cavalos em rodeios. Segundo Fernando Vicente, o esporte surgiu há pouco mais de um ano em Minas Gerais e São Paulo a partir de brincadeiras organizadas pelos próprios adestradores, nos treinos de Agility. “Em Goiás, vamos lançar essa nova modalidade, que pode ser praticada por cães de qualquer raça e tamanho”.

De acordo com Vicente, a prática esportiva, que inicialmente era chamada de barrel dog, traz benefícios tanto para os cães quanto para os donos. “O treino para essa modalidade é muito bom para os cães, pois possibilita o fortalecimento físico e alívio de estresse do animal, mas também é muito bom para os donos. Durante o treinamento, as pessoas também fazem uma atividade física muito intensa, ou seja, é um exercício que gera um gasto calórico grande e fortalece principalmente os músculos das pernas, já que durante a prova os donos correm quase que junto com os animais para orientá-los”, explica o adestrador. O evento abrigará uma competição de tambor dog, com cães e adestradores de Minas, Goiás, Rio de Janeiro e Brasília. 

Frisbee
Outra modalidade que será apresentada é o frisbee (lançamento de disco), que apesar de parecer uma brincadeira entre o dono e seu cão, fora do país é uma prática esportiva bem conhecida, principalmente na Europa.

A competição é disputada em três modalidades: arremessos a distância, freestyle e os arremessos com precisão. O esporte pode ser praticado por qualquer raça de cachorro e o ideal é que tenha acima de um ano e não esteja acima do peso.

Todas as modalidades que serão apresentadas durante o DogFest são voltadas somente para cães treinados, mas ao final do evento a pista será aberta para o público que poderá participar de brincadeiras orientadas com seus pets.

Pet Place
O apoio ao DogFest não é a primeira ação da Brasal Incorporações voltado aos cães e seus
tutores. Há cerca de um ano a empresa construiu e mantém um pet place num dos seus terrenos. O espaço voltado especialmente para a prática de lazer entre cães e pessoas fica na Avenida Portugal, no Setor Marista. A área de 1.900 metros quadrados conta com uma rampa, obstáculos em zig zag, tambor que simula um túnel, entre outros itens, para que os pets brinquem e se exercitem.

Anote!
Primeiro DogFest Goiás

Data: sábado (09) seminário para adestradores e guias; e domingo (10) para o público em geral
Horário: sábado das 8h às 18h, e  no domingo as competições são das 13 às 18 horas.
Local: Espaço Brasal Incorporações – Alameda Cel. Eugênio Jardim, 430, Setor Marista, Goiânia
Observação: É obrigatório o uso de coleira e guia em todos os cães