Funeral da Rainha Elizabeth II contou com governadores e monarcas de todo o mundo

A cerimônia começou às 7h, no horário de Brasília, na Abadia Westminster

O funeral da Rainha Elizabeth II acontece nesta segunda-feira (19) na presença de governadores de todo o mundo. Após 70 anos de reinado, a monarca recebe o último adeus, após 10 dias de luto britânico, antes de ser enterrada em uma cerimônia no Castelo de Windsor, às 19h30 no horário local (15h30 em Brasília) na Capela Rei George VI.

Funeral da Rainha Elizabeth II
(Foto: Getty Images)

A solenidade religiosa na Abadia de Westminster, que aconteceu por volta das 11h no horário local (7h de Brasília), contou com rituais e homenagens de quase 2 mil pessoas, além da presença de governantes e monarcas de todo o mundo. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, ao visitar o caixão de Elizabeth II, deixou escrito no livro de condolências seu tributo.

“Nossos sentimentos à família rainha e ao povo do Reino Unido. No Brasil, temos forte em nossa lembrança ainda sua passagem por lá, em 1968. Por tudo que ela representou para o seu país e para o mundo, o momento é de pesar e de reconhecimento de tudo que ela fez pelo mundo”, escreveu Bolsonaro.

O caixão foi levado em procissão até a Abadia de Westminster por volta das 10h30min (6h30 de Brasília) acompanhado de Charles III, e por outros integrantes da família real britânica.

O funeral terminou com o hino nacional, “Deus salve o Rei”, em homenagem ao novo monarca, Charles III. Além disso, contou com dois minutos de silêncio em todo o país.

O caixão de Elizabeth II foi baixado na cripta real, depois que a coroa imperial, o orbe e o cetro foram removidos na Capela de São Jorge, em Windsor, onde fica o castelo de mesmo nome.

Deixe um comentário


Confira também