Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Escolas e alunos de Goiás entram na rota da americana Full Sail University

A partir do ano que vem, todos os alunos do Ensino Médio terão que se adaptar com as novas disciplinas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

Uma nova diretriz está sendo implementada na educação para 2022, onde colégios do Brasil todo se preparam para o Novo Ensino Médio. O Novo Ensino Médio faz parte da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), que é um documento que identifica quais aprendizagens e ensinamentos devem estar inseridos na educação básica de qualquer lugar do Brasil.

Agora, com as mudanças implementadas, as escolas terão de proporcionar aos alunos  mais tempo na escola, com a carga horária extra de 200 horas, passando de 800 para 1000 horas anuais.

Para isso, as escolas terão que implementar além da BNCC, outros conteúdos que estejam alinhados com a escola e com a Base Nacional. Essa parte é chamada de parte diversificada. Portanto, o tempo de aprendizagem será dividido em dois, a parte da Formação Geral Básica, que integra a BNCC,  e os Itinerários Formativos, que fica a parte da escola em determinar os conteúdos complementares, trazendo a possibilidade dos estudantes escolherem o que querem aprender.

Assim, muitas escolas ainda se veem sem muitas opções para essas novas adaptações. Por isso, a universidade americana Full Sail University, localizada em Orlando, na Flórida, uma das melhores universidades dos Estados Unidos, focada exclusivamente em cursos na área criativa como cinema, artes, design e comunicação, quer formar uma parceria entre escolas do Brasil todo em prol de incluir projetos que ajudem os alunos a se desenvolverem suas competências nessas áreas, ainda mais no Brasil, que é conhecido por ser um dos mais criativos do mundo.

Carol Olival, Community Outreach Director da Full Sail University estará visitando cidades de todo o Brasil. Nesta semana, no dia 14 de outubro, ela estará em Goiânia em busca de desenvolver projetos personalizados para cada escola que tenha interesse em desenvolver o aperfeiçoamento dos alunos nessas áreas.

‘’O objetivo da Full Sail University é criar conteúdos para ajudar as escolas com a nova BNCC. Podendo assim fazer parte do dia a dia dos alunos e professores, dando a oportunidade de integrar a comunidade de educação aqui no Brasil e oferecer para os alunos a oportunidade de conhecer melhor a Economia Criativa, para que eles possam entender e desenvolver projetos que permitam eles entenderem como profissionais dessas áreas trabalham. O conteúdo vai servir de mentoria para que eles possam decidir que tipo de carreiras eles vão querer seguir. Ou seja, criamos um campo de aprendizagem e também de visão de mercado’’, comenta Carol Olival.

Segundo a pesquisa da Firjan, a Economia Criativa gerou só no Brasil 837 mil vagas em 2019. Esse tipo de economia visa a valorização da criatividade, algo que não pode ser comprado, tornando assim algo de valor, tendo matéria-prima intelectual e seu valor sendo apenas simbólico.

Assim, a educação nos dias atuais precisa ir além do básico: usar da criatividade e inovação da nossa sociedade e introduzi-las cada vez mais na educação, para assim poder transformar as futuras gerações em profissionais cada vez mais completos.

Essa é a missão da Full Sail University que visa sempre reconhecer e poder ajudar sempre novos talentos no mundo das artes, design, comunicação, cinema, e afins.

Para saber mais informações, acesse o site https://www.fullsail.edu/ ou contate a Carol Olival pelo e-mail: colival@fullsail.edu.