Vallori apresenta os hits de Revestimentos na Casa Cor Brasília 2011

Restaurante assinado por Waléria Teixeira
Os revestimentos são imprescindíveis em qualquer obra, afinal são eles que garatem o toque final em qualquer ambiente. Arrojados, sofisticados, em cerâmica, madeira, azulejos, pastilhas, atualmente são milhares de opções de materiais e formas para compor tanto a áreas internas como a externas.
“Atualmente o conceito de revestimentos vai muito além de simples azulejos e pastilhas. Com produtos cada vez mais versatéis, as peças podem compor ideias bem variadas e se adaptar ao gosto de cada pessoa. Na Casa Cor Brasília 2011 a Vallori está em parceria com alguns profissionais para apresentar diferentes produtos e vários lançamentos exclusivos. Assim, os visitantes podem ver as novidades já aplicadas. São pisos, painéis de madeira de reflorestamento, cerâmicas desenhadas, entre outros”, explica Adriana Orlandi dona da loja Vallori, especializada em revestimentos há 13 anos em Brasília.
A Vallori adianta alguns de seus lançamentos que serão mostrados pela primeira vez ao público na Casa Cor Brasília 2011:
1. Material: Painéis viroc – Mundialmente conhecidas as placas cimentícias que levam em sua composição madeira, aliam a resistência e a flexibilidade da madeira com a durabilidade e rigidez do cimento. Podem ser utilizadas tanto em revestimento para alvenaria, como em estruturas em ferro e aço. Podem ser aplicadas em várias situações: fachadas, áreas internas e externas, pisos, decks, com o diferencial de ser leve, extremamente resistente e acústico. E as vantagens continuam: as placas são autoportantes, ou seja podem ser utilizadas sem a necessidade de acabamento.
Quem usou?
· Quarto do Casal – Renata Dutra: a arquiteta usou o revestimento diferenciado da parede até o teto do ambiente. As placas cimentícias se adequaram perfeitamente a ousadia do seu projeto.
2.Material: painéis ecologicamente corretos, feitos de madeira de reflorestamento com acabamento em garrafa PET – De diferentes tipos, foram escolhidos por alguns arquitetos para revestir de beleza e charme paredes ou criar divisão entre ambientes.
Para oferecer ainda mais praticidade, as peças em madeira são personalizadas e dimensionadas de acordo com a necessidade do local. O material pode ser pintado com tinta comum, e para para garantir durabilidade e imunidade contra fungos e cupins recebe tecnologia especial.
Além de sustentável, o material é produzido a partir de um trabalho de resgate social com os moradores do bairro Valéria, na periferia da capital baiana. A fábrica faz parte do projeto de reintegração social Condomínio Empresarial Moradas da Lagoa, onde se forma um parque industrial de produções não-poluentes. A ideia é aproveitar e capacitar a mão-de-obra local.
Quem usou?
· Motor Living – Giovanini e Dora Lettieri: Aqui as placas de madeira que formam o painel na parede ganharam um toque diferenciado e receberam um tratamento em tinta preta. Com um estilo todo especial, as peças em formato diagonal, repleta de ângulos e orientações, imprimem uma aparência de movimento contínuo formando um grande mosaico.
· Loft do Hóspede – Sara Volpato: o painel de madeira recebe a função de dividir o espaço social do íntimo. As peças formam um belo mosaico criando uma textura que imprime um toque bem moderno, que é ainda mais valorizado pela iluminação. Tudo para promover um contraste aos toques clássicos do ambiente da arquiteta.
· Espaço da Convivência – Fátima Alvim: Os painéis foram utilizados como revestimento na parede que é referência do ambiente. A linha natural “rama”, escolhida por Fátima, simula ramificações vegetais que se unem umas às outras, oferecendo ao ambiente uma personalidade única e garantindo um toque de natureza estilizada, que combina com toda a proposta do espaço.
3. Material: pisos cimentícios – Rústicas sem perder a leveza, práticas, bonitas, despojadas e duravéis, são algumas caracteríscas das placas cimentícias. Atualmente muito utilizadas em ambientes internos ou externos, substituem o cimento queimado e oferecem um acabamento melhor, pois não apresentam fissuras, são antiderrapantes e tem fácil instalação. Feitas de concreto e areia são ecologicamente corretas porque dispensam a queima em fornos e ainda em sua composição há reaproveitamento de materiais.
Quem usou?
· Espaço da Convivência – Fátima Alvim: no piso, a arquiteta optou por um material cimentício que remete a madeira na cor ébano, servindo como um pano de fundo para realçar todos os detalhes decorativos do ambiente.
· Lounge Via Engenharia – May Moura: destaque para o piso cimentício em formato de hexágono já resinado de fábrica. Como o espaço tem uma parte coberta e outra descoberta, a ideia foi usar um material bonito e prático que pudesse ser utilizado tanto em áreas externas como internas. A composição perfeita proporcionou uniciade e equilíbrio ao ambiente.
4.Material: painel de tijolos africanos “estilo inglês” – Uma das últimas tendências da arquitetura e decoração é a utilização dos tijolos no “estilo inglês” fabricados no continente africano. Em várias versões, mais claras, escuras, com cara de demolição, eles voltam à cena. Um material que combina com obras rústicas ou mais contemporâneas e pode ser usado em qualquer ambiente. Além de bonitos os tijolos são bem práticos, pois podem ser colocados com junta seca, sem necessidade de rejunte.
Quem usou?
·Loft Via Engenharia – May Moura: o loft ganhou uma proposta inusitada no 2º andar. O centro do corredor recebeu um painel, da parede até o teto, de tijolos africanos no “estilo inglês. A composição cria uma identidade diferenciada e um clima intimista e aconchegante nesse ambiente de passagem que muitas vezes é pouco valorizado.
5. Material: bancos de concreto – Bancos de cimento com design arrojado e leveza de forma desenhados por Guto Índio da Costa, exclusividade da Vallori na capital federal. Tudo produzido de forma autoportante, sem necessidade de nenhum acabamento, nem ferragens. Verdadeiras peças esculturais.
Quem usou?
·Lounge da Via Engenharia – May Moura: o design dos bancos criaram uma composição perfeita junto ao jardim que circunda o ambiente, oferecendo conforto às pessoas que estiverem circulando por lá. Por ser de cimento o banco tornou-se ideal por poder ser utilizado em uma área externa, sem cobertura.
6. Material: cerâmica canjiquinha – Um lançamento que acaba de chegar ao universo da arquitetura e decoração. Bonito, resistente e ecologicamente correto o revestimento em cerâmica rústica é formada por filetes de tamanhos desiguais, mais conhecidos como canjiquinha.
O material ganha nova versão, vem em várias tonalidades. Seu formato em placas de 23 X 23cm facilita sua aplicação e torna o produto uma opção mais prática do que a tradicional canjiquinha, em que os filetes precisam ser colocados um a um. E as vantagens continuam: não precisa de nenhum tipo de acabamento e pode ser aplicado em ambientes internos e externos.
Quem usou?
· Loft do Pensador Contemporâneo – Angela Borsoi e Sônia Lacombe: Para revestir a parede do banheiro a dupla utilizou o revestimento em cerâmica que combinou perfeitamente com linguagem do espaço, onde predomina o estilo low profile.
7. Material: cerâmica em relevo e pastilhas côncava – Os revestimentos em relevo estão ganhando, cada vez mais, espaço em projetos de arquitetura e decoração. Explorados para valorizar o jogo de luz e sombras em paredes de ambientes contemporâneos, são encontrados em vários formatos e o que criam inúmeras possibilidades de combinação de cores e formas. Material ideal para criar espaços personalizados.
Quem usou?
·Loft do Chef – George Zardo: Em uma linguagem contemporânea, ao lado da porta principal logo no hall de entrada, um painel de cerâmica em relevo preto imprime a sofisticação e modernidade que compõe todo o ambiente criado pelo arquiteto. No banheiro a parede do box também ganha destaque com o revestimento de uma pastilha côncava metalizada, que acaba de ser lançada no mercado.
8. Material: seixos: Mais conhecidas como seixos, as pedras decorativas ou ornamentais podem fazer a diferença em qualquer projeto. De variadas cores e tamanhos são muito versáteis e podem ser utilizadas em jardins, vasos de plantas e espelhos d´água. E ainda ajudam a deixar o local mais limpo e organizado.
Quem usou?
· Loft do Chef – George Zardo: Para decorar o espelho d’água que percorre o loft, Zardo optou por seixos pretos.
9. Material: porcelanato rústico italiano – Produtos rústicos são aqueles que posuem acabamentos em relevo, deixando-os próximos do natural.
Quem usou?
· Loft do Chef – George Zardo: Para dar o toque final no ambiente, o piso ganhou porcelanato rústico negro no piso da varanda do loft. Ele utilizou peças com tamanho grande para valorizar o tamanho do espaço.
10. Material: azulejos com design – Atualmente os azulejos são peças que ultrpassaram a função de apenas revestir paredes, e se posicionam como verdadeiras peças de design que participam da decoração de qualquer ambiente. Em cores neutras, desenhados, com grafismos ou bem audaciosos em cores vibrantes, como o verde cítrico, eles imprimem personalidade e sofisticação a qualquer projeto. Cada vez mais práticos, apresentam versões que podem ser colocadas sem rejunte.
Quem usou?
· Loft do Chef – George Zardo: A parede da área de serviço foi cuidadosamente trabalhada em cerâmica assinada pela design Carina Canavesi, o que garantiu ao local beleza e personalidade.
· Restaurante – Waléria Teixeira: no espaço de 140 m², a arquiteta reservou uma parede para colocar um belíssimo painel de azulejos marrom e verde citríco, assinados por Carina Canavesi. Segundo Waléria será o ponto alto do ambiente, um toque de ousadia e cor ao espaço. O material é bem prático e foi colocado com junta seca, sem necessidade de acabamento.
Onde encontrar:
Casa Cor Brasília
Data: 14 de setembro a 25 de outubro de 2011
Local: SGAS 904 Espaço Eletronorte
Ambientes: Quarto do Casal, Motor Living, Espaço de Convivência, Loft do Hóspede, Lounge Via Engenharia, Loft Via Engenharia, Loft do Pensador Contemporâneo, Loft do Chef, Restaurante
A Loja: Vallori – SIA Sul Trecho 3 Lote 165/175 Loja 103 Edifício Mercado Design – Brasília
Telefone: (61) 3222.4488

Deixe um comentário


Confira também