Transforme sua casa para o Natal

O fim do ano já não está chegand, ele está aí! E com ele aproximam-se também as festas e confraternizações, eventos que motivam muitos anfitriões a reformarem suas casas. Afinal, recepcionar bem os convidados e acomodá-los de forma confortável é muito importante na arte de receber.
Na hora de reformar, a preocupação maior é com os gastos. Além de muita sujeira, geralmente, quem vai reformar tem de estar disposto a arcar com despesas altas para ter a casa dos sonhos. “A pintura é um importante recurso que o profissional pode lançar mão para tornar o projeto mais familiar e próximo do morador. Ela pode revelar características de quem a escolhe, pode motivar bons propósitos, criar ambientações mais favoráveis à introspecção, ao estudo, à concentração, pode estimular o apetite e outros”, explica a designer de interiores Fabiana Visacro.
  • Neste projeto, pintaram a parede da sala com um rosa vibrante o que destacou ainda mais a bela árvore de Natal da cliente
Já a designer de interiores Laura Santos, acrescenta que, se for pintar a casa no fim do ano, é importante estar atento as tendências do ano que se aproxima. Quem vai pintar a casa agora deve ficar de olho nas tendências para não errar. “2014 vem com os tons de cinza como a grande tacada na decoração. Esse tom é sofisticado e, ao mesmo tempo, aconchegante. Outros tons em alta são os secos, ou seja, sem o toque forte e aberto. As nuances palha e azuis são os mais indicados. O ideal é fugir de tons como laranja ou verde limão. Deixe estas cores para os detalhes, como adornos e almofadas”.
Fabiana sugere ainda outras tonalidades: “Bege, amarelo vivo e verde bandeira podem entrar na lista. Até mesmo o rosa vibrante, bem dosado, pode ser utilizado”. Todavia, ela ressalva que essas cores devem ser usadas com cuidado de acordo com a ambientação que deseja-se criar. “O importante é não causar desconforto em ninguém”, reforça.
  • Neste projeto executado por Laura Santos, a antiga mesa de jantar ganhou um up ao ser pintada na cor branca
As profissionais orientam que as cores podem e devem ser usadas para delimitar ambientes com funções específicas, mas não precisam necessariamente aparecer apenas na parede. “Elas podem ser aplicadas em móveis. Uma dica excelente é colorir aquela peça antiga, assim, confere-se personalidade e um toque moderno ao mobiliário”, conta Laura. De acordo com Fabiana, “é melhor optar por tons neutros nas paredes e cores mais alegres e vivas em adornos, almofadas e papeis de parede”.
Neste terraço, projetado por Fabiana Visacro, a cor dá destaque ao espaço

Fotos: Henrique Queiroga

Deixe um comentário


Confira também