Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Reserva e Estação Primeira de Mangueira se unem em collab de carnaval

Toda a renda proveniente da coleção será destinada para comunidade, que devido ao cancelamento dos desfiles, terá menos 800 empregos gerados
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
(Divulgação)

O cancelamento do carnaval no Rio de Janeiro já está impactando diretamente muitas famílias que tinham seu emprego e renda ligados à data. Na comunidade da Mangueira, por exemplo, o carnaval de 2020 deixou de empregar aproximadamente 800 novos postos de trabalho. Sem costureira, aderecista, músicos, instrumentistas, seguranças, auxiliares, dançarinos, técnicos e sem o samba, as agremiações não conseguem gerar receita para suas comunidades.

Para amenizar esse impacto, Mangueira Reserva se uniram para lançar uma coleção inspirada na tradicional verde e rosa do samba. Todas as peças da parceria têm lucro revertido para a escola, além disso, a Reserva disponibilizará um QR Code para os consumidores realizarem doações diretas de qualquer valor para a agremiação.

“É muito valoroso quando duas marcas como a Reserva e a Mangueira se juntam num momento tão difícil como este. As escolas de samba foram diretamente afetadas, pois a principal motivação da nossa festa é a alegria. As ações propostas com esta collab são uma luz que inspira e lança um olhar de esperança para a Estação Primeira de Mangueira e nossa comunidade”, diz Elias Riche, presidente da Mangueira.

A collab traz 13 camisetas com diferentes estampas, cartões postais e o clássico tênis Neo da Reserva nas cores da Mangueira. Para os pequenos, a Reserva Mini terá três opções de camiseta. Todas as peças foram inspiradas em fantasias clássicas usadas por grandes nomes da história da escola.

“A Reserva e a Mangueira contam histórias através da roupa, cada uma à sua maneira. É como a gente se expressa e se comunica com o mundo. Que honra e que alegria contribuir de alguma maneira para que o legado da Mangueira seja protegido e para que a Escola permaneça viva neste e em todos os outros carnavais. Quem compra uma peça da coleção está repassando o lucro da Reserva para a Mangueira. Ou seja: a renda das peças da collab é toda da comunidade. E quem quiser ajudar a Escola com uma doação direta também pode. Um gigantesco obrigado à Célia Domingues, diretora comercial da Escola. Sem ela o projeto não seria possível”, diz Rony Meisler, CEO da AR&Co.

Comprando qualquer item da collab, os consumidores também terão acesso a aulas com os mestres da Mangueira. Entre os temas das oficinas estão adereços, customização, samba no pé e percussão. As oficinas serão transmitidas ao vivo nos dias 18, 19, 22 e 23 de fevereiro.

(Divulgação)