Menos é mais

Movida com os valores de praticidade e desapego, as pessoas tem preferido imóveis cada vez menores. As vantagens são a facilidade na manutenção e limpeza, além de diminuir a ocupação do espaço, elemento cada vez mais disputado nas grandes metrópoles. No entanto, aproveitar bem o espaço reduzido e decorá-lo com charme é uma tarefa que exige mais atenção. Adaptações e bom senso garantem conforto.

Para o arquiteto Bruno Veras uma boa saída, sempre recomendável, é a inclusão de cores claras, incluindo os detalhes como o papel de parede. “Cor clara é sempre bem-vinda, pois não sufoca, não chama atenção e a paleta neutra se harmoniza bem no espaço”, explicou. Outra solução sempre proposta é o uso do espelho e de objetos de decoração em vidro.

Segundo o arquiteto, eles proporcionam amplitude, leveza e dão glamour às ambientações.

No entanto, para usá-los bem, o segredo está no posicionamento. Posicionar um espelho de frente para o outro, por exemplo, provoca uma sensação de infinito que não é agradável aos olhos. “Geralmente posiciono espelhos que possam trazer alguma paisagem para dentro do ambiente, onde haja janelas por exemplo. Outro truque é posicionar o espelho na dimensão comprida de uma sala (por exemplo), ou na parede onde haja mesa de jantar, atrás de algum aparador ou buffet”, explicou.

Além da decoração, existem saídas da arquitetura que podem favorecer cada metro quadrado do imóvel. Foi o que Bruno Veras aplicou para a planta de 2 quartos do Residencial Ecovillaggio Castelo Branco, empreendimento da Loft Construtora. Com 58 m², Bruno conseguiu dar amplitude ao quarto de casal com um mini-closet. O ambiente será construído com um espaço no corredor de entrada do quarto. “Possibilitará aos moradores possuírem uma cama maior e visualmente, o espaço fica mais arejado sem o guarda-roupa”, acrescentou.

Fotos: Divulgação

Deixe um comentário


Confira também