Madeira de Demolição traz sustentabilidade à Feicon Batimat

Você já ouviu falar em edifícios verdes, ou green buildings? Hoje, na construção civil, muito se tem comentado sobre como reaproveitar ou dar a destinação correta aos resíduos das construções, demolições e reformas, ao mesmo tempo em que há a preocupação de se construir prédios e até bairros sustentavelmente, com economia de energia e reuso da água. Este é um dos principais temas da Feicon Batimat 2012.

Neste contexto, a madeira de demolição, matéria-prima reaproveitada de arquiteturas e casas antigas, surge como alternativa amiga do planeta e ajuda na economia de recursos na destinação apropriada de resíduos. “Tomando como base a definição de reciclar, que é reprocessar, recuperar uma substância para que ela possa ser reutilizada, podemos afirmar que a madeira de demolição é um produto que se encaixa perfeitamente neste contexto, pois, após a demolição, caso não fosse reaproveitada, o destino do produto seria o lixo ou a queima”, explica Vinícius Zanutto, diretor da Madeira de Demolição.com. “O comércio de madeira de demolição é uma forma responsável de se utilizar madeiras nobres de forma racional sem agressões ao meio ambiente”, acrescenta.

Ainda hoje, comercializa-se em larga escala madeiramento de origem duvidosa e, na maioria das vezes, advindo de extração ilegal ou criminosa, o que gera um dano irreparável à natureza. “Queremos fazer a nossa parte para que este tipo de comércio cada vez mais perca mercado. Por isso, é importante que o consumidor saiba da origem dos produtos que está comprando”, acrescenta. “Aderir ao consumo de produtos ecologicamente responsáveis, como é o caso da madeira de demolição, é importante para o futuro do planeta”, finaliza.

Deixe um comentário


Confira também