Cozinhas em ilha

Para aqueles que adoram cozinhar para os amigos, a cozinha em ilha é uma ótima alternativa. Muito receptivo e acolhedor, esse modelo traz maior praticidade ao cozinheiro e o coloca como protagonista. Todavia, para que a cozinha em ilha seja valorizada e realize sua função, a bancada merece atenção redobrada. As cozinhas em ilha aproximam o convidado de quem está preparando o almoço ou jantar e deixam o ambiente mais moderno e sofisticado. Para valorizar ainda mais esta escolha, é importante saber como eleger a bancada ideal para o espaço.

Tendo em mente a necessidade de encontrar um produto que reunisse essas qualidades, a arquiteta Izabela Dinelli especificou em um de seus projetos uma bancada com a pedra Emerald Green. “Essa pedra é totalmente brasileira. Suas propriedades em relação à resistência a riscos e manchas é superior as demais. O tom da Emerald Green também combina com vários estilos de decoração”, conta a arquiteta.

Para Marcelo Milagre, diretor da Directa Piedras, escolher a pedra correta para a bancada faz toda diferença, já que ali são colocados os ingredientes que dão sabor aos pratos. “A pedra deve aliar conforto, elegância, beleza e durabilidade. Essas características são essenciais”, destaca o profissional.

O diretor aproveita para dar dicas de outras pedras que caem muito bem em bancadas de cozinhas em ilha: “A linha dos quartzos, como Silestone e Tenace, é muito boa porque absorve pouco e não risca. Os granitos são muito resistentes. Ambos são indicados para compor bancadas. Entretanto, os quartzos são campeões de indicações. Eles são lindos e muito duradouros”, lembra.

Mesmo com tantas opções, Marcelo adverte que “o grande diferencial é o trabalho do arquiteto. Ele vai especificar a pedra que mais combina com a proposta do espaço e também aquela que atende melhor as necessidades do usuário”.

Deixe um comentário


Confira também