Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Casa Amarela na Casa Cor Brasília 2010

Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp

A Casa Amarela, empresa especializada em leilões de arte e venda de peças antigas, participa, pelo segundo ano consecutivo, da Casa Cor Brasília com muito estilo. Mais uma vez este ano, o espaço escolhido foi o “Antiquário”, que apresenta peças de arte de épocas e de estilos diferentes. Entre os destaques estão mobília de jacarandá, do início do século XX e peças clássicas francesas, do século XIX; além dos quadros de artistas antigos e contemporâneos, como Victor Brecheret, Clovis Graciano, Siron Franco e Bruno Giorgi.

O ambiente traz um design moderno e clássico de encher os olhos. As arquitetas parceiras, responsáveis pelo projeto de decoração, Maria do Carmo Araujorge e Fátima Madeira, integraram peças raras ao espaço. De acordo com Sílvia de Souza, diretora da Casa Amarela, objetos de renome dão um ar sofisticado à decoração. “Além de nos preocuparmos com a disposição dos artigos que têm grande história, eles realçam os móveis e apresentam uma sintonia maravilhosa na organização das cores. O objetivo é se sentir em um ambiente confortável e elegante”, diz. Vasos chineses, objetos da Companhia das Índias, lustres italianos, coleção de santos do século XVIII e XIX, entre outras curiosidades, são algumas das atrações. Todas as peças e mobiliários estão à venda.

Os preços das peças variam entre R$ 100 a R$ 750 mil – uma excelente oportunidade para quem está reformando a casa e quer encontrar opções de peças raras. O ambiente, que oferece objetos de decoração e móveis em um só lugar, também conta com a consultoria da equipe da Casa Amarela. Além de orientar os visitantes quanto à melhor forma de integrar obras antigas com objetos contemporâneos, os profissionais indicam o que pode vir a ser um bom investimento.

Esta é a segunda edição da Casa Cor que conta com a participação da Casa Amarela. Para marcar o evento, a casa de leilões terá, na entrada, uma escultura de dois metros do Vitor Brecheret, chamada “Nu Feminino”, da década de 20.

Sobre a Casa Amarela – Sediada em São Paulo, a Casa Amarela inaugurou sua filial em Brasília em 2002, na Academia de Tênis; mas realiza leilões na capital federal desde 1994. Sua diretora, Silvia de Souza, tem como experiência mais de 1.000 leilões de arte, realizados nos quatro cantos do Brasil. A leiloeira conta com o suporte dos gerentes regionais, Rogério Trindade e Fernando Silveira. A loja em Brasília, gerenciada por Rogério Trindade, funciona perto da bilheteria do Cine Academia.

Sobre Fátima Madeira – Com 30 anos de profissão, a cearense Fátima Madeira é formada em Pedagogia, mas decidiu seguir a carreira de Design de Interiores depois de vários cursos que realizou na área. Fátima foi diretora da Escola Parque 308 Sul, instituição tombada pelo IPHAN – órgão do Ministério da Cultura que tem a missão de preservar o patrimônio cultural brasileiro.

Sobre Maria do Carmo Araujorge – Nascida em Niterói se formou na Universidade Federal do Rio de Janeiro, em Arquitetura e Design de Interiores. Com mais de 30 anos de experiência na área ela veio morar em Brasília há 24 anos. Maria do Carmo é uma admiradora da arte contemporânea, mas diz respeitar o gosto dos clientes nos seus projetos. Esta é a 10º edição da Casa Cor Brasília que conta com a participação da arquiteta.

Serviço:

O que: Casa Cor Brasília 2010

Quando: De 8 de outubro a 17 de novembro de 2010

Onde: Antiga sede da CEB, 904 Sul

Quem promove: Casa Cor

Horário: De terça a domingo, das 12h às 22h

Quanto: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)