Amarê Fashion evanta debate sobre moda sustentável e circular em talk e desfile de brechós

O evento na CasaCor foi encerrado com um desfile de peças de brechós com curadoria de Lorena Cantanhêde
moda sustentável e circular
O evento na CasaCor foi encerrado com um desfile de peças de brechós
Com o tema Futuro e a Sustentabilidade na Moda, a 2ª edição da Amarê Fashion – Semana da Moda Goiana colocou em pauta a moda circular e sustentável ao promover um talk e desfile com peças de brechós, que contou com a participação de Thais Moreira, idealizadora do Encontro de Brechós (@encontrodebrechos_), durante o evento realizado na última quarta-feira (29), na CasaCor, em Goiânia.
“A Amarê vem com uma proposta de concatenar todas as pluralidades que a moda goiana tem: fast fashion, slow fashion, moda sustentável e moda circular. Nosso objetivo é, justamente, juntar todo mundo e mostrar para o país toda a nossa potência, toda a nossa força. E como a sustentabilidade está em pauta, precisamos destacar o quanto esse tipo de negócio é importante também para o meio ambiente”, destacou Thais Oliveira, gestora estadual de moda do Sebrae Goiás. “Essa conectividade entre as diferentes vertentes da moda contribui para mostrar Goiás como um importante agente no mundo da moda.”
O talk show expôs ainda como a venda de peças de vestuário usadas pode não só contribuir para o meio ambiente, como também para a economia local. “Reciclamos 5 toneladas de roupa por ano. Estamos falando da moda mais sustentável que existe porque ela fecha um ciclo completo de economia circular, de empreendedorismo feminino e de ocupação do centro da cidade – trazendo o olhar para o turismo local também”, contou Thais Moreira, que realiza o evento desde 2016 com dezenas de brechós no centro de Goiânia.
O evento na CasaCor foi encerrado com um desfile de peças de brechós com curadoria de Lorena Cantanhêde, Especialista em Moda e Comportamento, que garimpou as peças em mais de 50 brechós, todos localizados em Goiânia. “O desfile trouxe looks Outono/Inverno, com as melhores peças dos brechós. Fiquei surpresa com o que encontrei: qualidade, preço, marcas internacionais como Saint Laurent, Ermenegildo Zegna, Calvin Klein. Ou seja, é possível consumir moda de forma sustentável, com propósito”, ressaltou.

Brechós em Goiânia

Realizado aos domingos em locais como o Beco do Codorna, o Encontro de Brechós possui mais de 300 empreendedoras cadastradas e oferece ao público um evento com comida, música e, claro, moda. “Levamos de duas a três mil pessoas em um domingo no centro da cidade, com música, moda e arte. Acredito que com esse tipo de evento, nós tiramos a moda da caixinha de ‘futilidade’ e provamos que ela vai muito além disso”, reforçou Thais Moreira, idealizadora do projeto.

Amar É

Nesta edição da Amarê Fashion, que acontece nos dias 29, 30 e 31 de agosto, 01 e 02 de setembro, no Centro Cultural Oscar Niemeyer, o evento terá um programa voltado para causas sociais e sustentabilidade: o Amar é. E um dos projetos deste programa é o apoio à Associação de Mulheres Kalunga de Monte Alegre, através da marca Tuya Kalunga, criada por mulheres da comunidade quilombola do Tinguizal.
“Assim como trouxemos a discussão dos brechós e do seu propósito para a CasaCor, também queremos mostrar como é possível incentivar e ajudar no desenvolvimento da comunidade quilombola por meio do trabalho das mulheres e meninas kalungas. Teremos muitas outras ações sociais neste ano. Queremos e precisamos colocar luz e dar voz a projetos que possam fazer a diferença na vida das pessoas e a moda pode ser uma ferramenta para isso”, reforça Thais Oliveira, gestora estadual de moda do Sebrae Goiás.

Deixe um comentário


Confira também